Há algum tempo, a Google vem investindo em tecnologias de realidade aumentada por meio do chamado projeto Tango, que, inclusive, chegamos a testar em sua fase inicial na Google I/O em 2015. Com foco no uso desse recurso em dispositivos móveis, o projeto Tango chegou a ganhar um smartphone dedicado em 2016, o Lenovo Phab2 Pro, que vinha com três câmeras traseiras – uma delas com 16 MP RGB, sensor de profundidade e rastreador de movimentos.

Agora, segundo um tweet publicado pela conta oficial do projeto no Twitter, o Tango deve ser engavetado pela empresa e substituído pelo ARCore, que tem muito mais foco em software, ao contrário da tecnologia anterior que também trabalha bastante com hardware, aparecendo também em outros dispositivos, como o Zenfone AR da ASUS.

A mensagem publicada no perfil do projeto Tango foi: “Estamos desativando o suporte ao Tango em 1º de março de 2018. Obrigado à nossa incrível comunidade de desenvolvedores que fez esse progresso com o Tango nos últimos três anos. Estamos ansiosos para continuar a viagem com você no ARCore”.

Abram alas para o ARCore

O ARCore foi revelado juntamente com a linha Pixel de smartphones da Google, que recentemente lançou um pacote de stickers com personagens da saga Star Wars e da série Stranger Things em dispositivos compatíveis com a tecnologia. Certamente, trata-se de um projeto ainda mais proveitoso que o Tango, visto que ele conquistou muito mais espaço em meses do que a ferramenta aposentada conseguiu em alguns anos.

Os apps que utilizam a tecnologia do projeto Tango vão continuar funcionando, mas o suporte a eles deve ser encerrado também no terceiro mês do ano que vem.

Cupons de desconto TecMundo: