Famosa entre os usuários da Microsoft desde o Windows 95, a temida tela azul ficou conhecida por “tela da morte”, e não foi à toa. Afinal, quando ela aparecia era sinal de que algum problema técnico e possivelmente grave estava ocorrendo. Para piorar, nem sempre era fácil de resolver. Mensagens como “erro fatal” ou “O Windows está perigosamente com falta de recursos” se destacavam no fundo azul, e muita gente entrava em desespero.

Com o passar do tempo e com as novas versões do Windows, as mensagens deixaram de ser tão assustadoras, mas a tela azul não foi aposentada. Até hoje ela continua representando problemas de funcionamento do sistema operacional da Microsoft

A tela da morte do Windows 95

O que significam as mensagens da tela da morte?

Geralmente, a tela azul apresenta uma espécie de relatório, com diversas mensagens. O texto descreve o erro que impede o correto funcionamento do Windows, incluindo o nome do arquivo e o relatório do erro. Mas nem sempre as informações mais detalhadas são exibidas. Veja a tela azul das versões a partir do Windows 8, por exemplo:

As informações são bem mais resumidas, e a origem do erro aparece em letras menores no final. Nesse exemplo, o erro apontado é o CRITICAL_PROCESS_DIED. Bem menos aterrorizante que as mensagens antigas que ganharam a fama de tela da morte, mas ainda assim significa que há algo de errado.

Já o texto em letras maiores é uma mensagem padrão. No caso de PCs com versões do Windows mais recentes, o computador é automaticamente reiniciado. Em versões anteriores, o texto padronizado podia oferecer sugestões de como o usuário podia solucionar a questão:

Aqui o texto indica que o usuário verifique se novos itens de hardware e software foram corretamente instalados. A mensagem também recomenda a remoção ou a desativação de algum hardware instalado recentemente ou software que possa ter causado o problema. 

O exemplo da imagem acima também sugere configurações mais avançadas, como nas opções de memórias da BIOS. Esse é só um exemplo de erro, mas muitas outras falhas podem ser identificadas com diferentes sugestões para reparo. 

Por fim, a tela da morte do nosso exemplo passa as informações técnicas, onde aparece o código de identificação do erro. A numeração entre parênteses representa o caminho da memória em que aconteceu o erro.   

Como resolver o problema da tela azul

Se você ainda conta com versões mais antigas do sistema operacional da Microsoft, anote as informações do erro ou utilize outro computador ou dispositivo para pesquisar e entender melhor a falha. É importante registrar as informações técnicas do problema para diagnosticar o que causou a tela azul, consertar as falhas e evitar novos lapsos.

Falando especificamente das versões a partir do Windows 8, que são as mais recentes, veja o que fazer se o emoticon da carinha triste aparecer na sua tela:

Durante a inicialização

Geralmente, as falhas na inicialização são causadas por incompatibilidade de softwares, como programas antigos ou antivírus de terceiros. Outra dica para solucionar o problema é verificar no Windows Update se as atualizações e os drivers estão instalados. 

Se o PC não reiniciar automaticamente e o ambiente de reparo for ativado, selecione o ponto de restauração para descartar alterações no sistema que podem ter causado a tela azul. A restauração talvez ajude a corrigir o erro.

Tela da morte durante a atualização

Se o problema ocorrer durante a atualização, pode ser que a falha tenha sido causada por incompatibilidade de software, programas antigos ou antivírus de terceiros. Tente desinstalar aplicativos desnecessários, itens de hardware desnecessários ou reinstalar arquivos de atualização.

Em todos os casos, siga as instruções que o Windows apontar no seu computador. De qualquer forma, torcemos para que você não precise encarar a tela da morte com nenhuma frequência!

Cupons de desconto TecMundo: