Um engenheiro da Google chamado Felix Krause publicou ontem (25) em seu blog uma falha no sistema de permissões do iOS da Apple. Não se trata de um bug ou algo do tipo, mas sim algo que não foi pensado pelo pessoal da Maçã como uma possível brecha de segurança. Segundo Krause, uma vez que o usuário dá permissão a um app para que ele use a câmera de um iPhone, o software pode se aproveitar da situação e vigiar o usuário indefinidamente.

Isso porque, mesmo em segundo plano, qualquer app no iOS pode continuar acessando a câmera do smartphone sem que nenhuma indicação de que isso está acontecendo seja mostrada. Ou seja, a permissão de câmera do iOS pode ser a ferramenta de espionagem perfeita.

Um app mal-intencionado pode gravar continuamente vídeos ou tirar fotos com a câmera traseira e fazer o upload desse conteúdo imediatamente para qualquer servidor. Claro que a Apple só libera apps para download na App Store depois de uma verificação de segurança, mas como esse processo não é perfeito, é possível que alguém consiga esconder essa espionagem em seu código e usá-la indevidamente.

Segurança x Comodidade

O fato de a permissão ser contínua beneficia o usuário com comodidade. Permitindo uma vez que uma ferramenta use a câmera, a pessoa não se preocupa mais em ficar dando autorização o tempo todo. Contudo, não é de conhecimento público que um app qualquer poderia acessar a câmera do celular mesmo quando ele não está sendo usado.

Fazer reconhecimento facial dos usuários e observar as reações que as pessoas têm a anúncios

Krause aponta que a brecha poderia permitir qualquer tipo de espionagem e comprometer a privacidade dos usuários. Uma rede social como o Facebook, por exemplo, poderia usar a câmera do celular constantemente para fazer reconhecimento facial dos usuários e observar as reações que as pessoas têm a anúncios, vídeos ou postagens no geral e, com isso, fazer propagandas ainda mais direcionadas.

Para resolver a falha, Krause faz duas recomendações. A Apple poderia incluir algum LED luminoso ao lado da câmera frontal para indicar que o sensor de imagem está em uso, ou mostrar algum ícone na barra de status informando que a câmera está fotografando ou gravando.

felix krause

Apesar de ser engenheiro da Google, Krause afirma que a demonstração dessa falha foi feita em suas horas vagas e não tem nada a ver com seu trabalho na Google. Ele também destacou que a Apple já foi informada do problema.

Cupons de desconto TecMundo: