A Microsoft anunciou hoje (13) no Edge Web Summit que o seu novo navegador para a internet, o Edge, já tem mais de 330 milhões de “dispositivos ativos”. Esse número mais que dobrou de abril de 2016, quando a empresa chegou a afirmar que o browser tinha 150 milhões de dispositivos ativos.

Essa métrica, entretanto, é bem curiosa porque, em vez de contar em usuários ativos por mês ou por dia, registra os dados a partir de aparelhos. Dessa maneira, não temos certeza qual é a frequência com que esses computadores executam o Edge. Seja como for, o número parece bastante empolgante para a Microsoft, especialmente o seu crescimento em pouco mais de um ano.

“Várias melhorias e um monte de novas ferramentas não significam nada se não tem ninguém aproveitando isso”, comentou Charles Morris, chefe de ecossistema do Edge na Microsoft. “Estou realmente contente em anunciar hoje que, no começo deste mês, o Microsoft Edge passou dos 330 milhões de dispositivos ativos globalmente. Esse número mais que dobrou desde o último Edge Summit, no ano passado”, detalhou.

Concorrência

O novo navegador da Microsoft foi lançado em julho de 2015 e veio para substituir gradativamente o Internet Explorer. Contudo, os dois browsers ainda chegam instalados de fábrica em todo computador com Windows 10 Pro ou superior.

Para termos de comparação, a Google afirma que o Chrome tem mais de 1 bilhão de usuários ativos, e a Mozilla diz que o Firefox está com cerca de meio bilhão de usuários. Essa contagem de “dispositivos ativos” da Microsoft talvez não seja a mais adequada para uma comparação, mas, ainda assim, ajuda a compreender o estado no novo browser, que tem crescido e se aproximado dos concorrentes, mesmo tendo uma presença mínima no mercado mobile.