Em vez de lançar novos smartwatches ou fitness trackers na IFA 2017, a TomTom apresentou um novo software que deve interagir com os aparelhos que que a marca já vende no mercado atualmente. Segundo a empresa, a novidade vai revolucionar a forma como as pessoas usam seus vestíveis, e a ideia é fazer com que elas fiquem mais animadas com as suas rotinas de exercícios, ganhando pontos a cada atividade física e vendo a sua “idade fitness” diminuir.

Sim, o novo software da TomTom vai avaliar a idade atlética das pessoas e, em seguida, mostrar para elas se estão ficando “mais jovens ou mais velhas” conforme o tempo passa e conforme elas se exercitam.

A contagem dos resultados é feita através de vo2 Max, que representa a capacidade máxima do corpo de uma pessoa de transportar e fazer uso de oxigênio durante atividades físicas. Isso basicamente reflete a aptidão física do indivíduo. O valor que o usuário obtiver de vo2 Max ou “volume de oxigênio máximo” será comparado pela TomTom com o de outras pessoas na plataforma e com padrões médicos preestabelecidos. Com essa conta, o seu relógio da marca saberá qual é a sua “idade fitness”.

Se uma pessoa de 25 anos perceber que tem uma idade fitness de 30 anos e não começar a se preocupar com sua forma física, será difícil encontrar outra forma de incentivar esse indivíduo. Por isso, parece que a TomTom está mirando no ponto mais sensível do ego dos seus usuários.

Ainda não sabemos exatamente quando essa novidade será distribuída para os smartwatches e fitness trackers da empresa, mas a previsão é de que isso aconteça globalmente durante o mês de setembro.

Cupons de desconto TecMundo: