Para o bem ou para o mal, mensageiros como o WhatsApp e o Line possuem um recurso que dá ao usuário a oportunidade de ver se a sua mensagem foi lida – os famosos “dois tiques azuis”. Em alguns casos isso pode ser usado de maneira legal, e é exatamente sobre um caso assim que falaremos a seguir.

Em Taiwan, uma mulher entrou com pedido de divórcio após ter sido ignorada por seu marido no aplicativo Line por seis meses. De acordo com as informações contidas no processo, todas as mensagens foram marcadas como lidas, mas raramente retornavam com uma resposta. Ela chegou a contatá-lo dizendo que estava na sala de emergência de um hospital após sofrer um acidente de carro e questionando porque ele não estava respondendo, mas “ficou no vácuo” (entretanto, o marido foi visitá-la).

Ao observar a situação (e também visualizar todas as mensagens que foram enviadas e ficaram sem resposta), o juiz que analisou o caso decidiu que a esposa tinha argumentos suficientes para obter o divórcio. Ele também alegou que, por conta disso, o matrimônio estava em um estado “além daquele no qual caberia uma reparação”.

Aliás, parece que havia outros problemas nessa história toda: após o casamento, a esposa passou a morar com o marido na casa que ele dividia com a mãe, um irmão e sua cunhada, e ela ainda tinha que pagar as contas da casa e arcar com outras despesas.

Cupons de desconto TecMundo: