Por mais que contem com diversas funcionalidades interessantes, é fato que os smartwatchs atuais trazem também algumas desvantagens. Entre elas, podemos destacar duas como as que mais incomodam os usuários: o fato de que eles não se parecem com relógios tradicionais e a curta duração de suas baterias. Agora, a empresa Boldr está se preparando para apresentar uma novidade que busca resolver essas duas questões simultaneamente.

Previsto para ser revelado pela companhia no próximo sábado (29), o Boldr Voyage essencialmente tem a exata aparência e funcionamento de um relógio analógico Quartz comum, mas conta também com algumas adições que acrescentam inteligência às suas funções. O aparelho vem com um pedômetro para rastrear seus exercícios e se conecta a um aplicativo de celular por meio de uma conexão Bluetooth 4.0.

Com pequenas luzes em cada dos números das horas, e relógio pode ser usado para acompanhar a progressão das suas atividades físicas. Quando cada um dos marcos se acende, começando com o número 1, isso significa que você já cumpriu 10% a mais da sua meta de exercícios – indo até 110% no número 12.

A luzes LED do Voyage também servem de aviso quando você receber alertas no celular pareado, ainda que seja impossível visualizá-los ou respondê-los por meio do relógio. Nesse sentido, o aparelho serve como um indicador de que algo está acontecendo no seu smartphone, sendo necessário checar o dispositivo pareado diretamente para saber exatamente o que.

Sem recargas

Outro aspecto interessante é o fato do relógio emitir um aviso sempre que você se afastar demais do seu celular, diminuindo as chances de você acabar perdendo ou esquecendo o gadget em algum lugar. Por fim, também é possível utilizar um dos botões laterais do Voyage para tirar fotos com seu celular de forma remota.

Já com relação à bateria, o dispositivo conta com duas fontes distintas de energia, ambas com excelente durabilidade. Enquanto a primeira delas alimenta especificamente o relógio Quartz e dura por até 3 anos, a segunda dá força para as funções inteligentes e tem vida estimada em até 6 meses – período após o qual terá que ser trocada por uma nova.

Segundo a fabricante, a ideia é que o Voyage seja disponibilizado por preços a partir de US$ 129 (cerca de R$ 462, sem impostos) por meio de uma campanha no Kickstarter. No entanto, ainda não é possível sabermos quanto o dispositivo vai custar caso o projeto seja financiado e o relógio chegue ao mercado.

Você compraria um smartwatch que une relógio analógico, funções inteligentes e bateria que dura 6 meses? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: