Se você ainda não comprou um smartwatch, será que ainda vai comprar um agora ou em um futuro próximo? Dados de um estudo da IDC (International Data Corporation) que mostra as quantidades de venda de relógios inteligentes revelaram que em 2016 foram vendidos 52% menos desses dispositivos em comparação com o mesmo período do ano passado.

Além da queda nas vendas de smartwatch, a Apple, dona de 70% do mercado em 2015, teve sua parcela nessa categoria diminuída para 41%. Quem ganhou com isso foi a Garmin, que aplicou esforços em dispositivos focados na área de fitness, indo de apenas 2% de todos os relógios inteligentes vendidos para 20%. Isso significa também um aumento na produção em quantidade absoluta da marca, que foi de 100 mil unidades em 2015 para 600 mil nesse ano. A Apple passou de 3,9 milhões de peças para apenas 1,1 milhão em 2016.

Correndo por fora

Em terceiro lugar, a Samsung ganhou uma boa porcentagem do mercado, indo de 6,4% para 14.4%. Porém, isso não significou aumento nas vendas absolutas: na verdade, a empresa sul-coreana comercializou em 2016 o mesmo que no ano anterior – 400 mil unidades de seu smartwatch. Outras empresas que se destacaram no segmento foram a Lenovo e a Pebble.

Segundo o gerente de pesquisa da IDC Ramon Llamas, um dos culpados pela queda na venda de smartwatches foi a Google e o atraso para lanchar o Android Wear 2.0, o que obrigou o mercado a comercializar dispositivos antigos e datados que não satisfazem os clientes. No caso da Apple, seu sistema operacional específico foi apresentado apenas em setembro com a nova versão do Apple Watch.

Cupons de desconto TecMundo: