(Fonte da imagem: Anonymous-OS)

[Atualizado às 11h21 do dia 15 de março]

Uma mensagem publicada através da conta @Anonops no Twitter confirma que o novo sistema operacional é falso e nada tem a ver com o grupo de hackers. O perfil reinforça a informação de que o software está repleto de trojans, o que é reforçado pelos diversos comentários publicadas na página do projeto no site Sourceforge.

[Notícia original]

O notório grupo de hackers conhecido como Anonymous lançou na última quarta-feira (14 de março) a primeira versão de seu sistema operacional próprio. Construído a partir do Ubuntu 11.10, o produto conhecido como Anonymous-OS utiliza o sistema de desktops opensource Mate e vem acompanhado por diversos aplicativos.

Devido às características anônimas do grupo, não fica claro quem é o autor real do sistema, tampouco se existe alguma função escondida em seu código. Segundo a página oficial do projeto, o software foi criado com “propósitos educacionais, para checar a segurança de qualquer página da internet”. Além disso, o site aconselha as pessoas que baixaram o produto a “usar qualquer ferramenta para destruir qualquer site”.

Aplicativos pré-instalados

  • ParolaPass Password Generator;
  • Find Host IP;
  • Anonymous HOIC;
  • Ddosim;
  • Pyloris;
  • Slowloris;
  • TorshHammer;
  • Sqlmap;
  • Havij;
  • Sql Poison;
  • Admin Finder;
  • John the Ripper;
  • Hash Identifier;
  • Tor;
  • XChat IRC;
  • Pidgin;
  • Vidalia;
  • Polipo;
  • JonDo;
  • I2p;
  • Wireshark;
  • Zenmap.

Algumas mensagens no Twitter acompanhadas pela tag #anonops afirmam que o novo sistema operacional vem lotado de trojans, acusação que o grupo responsável pelo software refuta em sua página oficial. Caso você deseje testar a novidade por sua própria conta e risco, pode realizar o download do arquivo de instalação através da página do projeto no site Sourceforge (a imagem de instalação ocupa 1,4 GB).

Cupons de desconto TecMundo: