A Philips é uma empresa conhecida por diversos aparelhos eletrônicos, como televisores, luminárias, dispositivos eletrodomésticos (como máquina de barbear, processadores de alimento e cafeteiras) e também dispositivos sonoros, que vão desde fones de ouvido a sistemas robustos, como é o caso dos alto-falantes NX8 (modelo 2015/2016).

Para quem não conhece o produto, trata-se de um equipamento de som de alta qualidade e com níveis estrondosos de volume, ideal para animar festas. Certamente, há outras formas de utilizá-lo, mas o intuito é usufrui-lo em grandes eventos de música.

O TecMundo recebeu da Philips o modelo NX8 e teve a oportunidade de testar essa monstruosidade nos últimos dias, colocando o prédio todo para vibrar – e reclamar, já que o som realmente é muito alto. O equipamento é recheado de LEDs coloridos, efeitos especiais e algumas funções extras. O sistema pode ser encontrado no varejo por R$ 3.499.

Tabela de especificações

Qualidade e volume absurdos

Afinal de contas, com um currículo desses, o sistema de alto-falantes NX8 da Philips é bom e potente do jeito que aparenta? A resposta curta e grossa é: sim. As duas caixas de som são capazes de animar qualquer festa – e com sobra, diga-se de passagem. Os 3.200 Watts RMS são muito mais que suficientes para ambientes razoavelmente grandes.

Para dar uma noção, essa potência é cerca de três vezes maior que qualquer home theater dos bons. Além disso, os recursos que ressaltam tons graves e batidas ajudam a causar uma impressão ainda melhor. O volume máximo do aparelho é aos 40, mas acredite: a casa dos 20 já é mais que suficiente para não conseguir escutar um colega falando ao seu lado.

Quando o nível está no máximo, fica óbvio que a utilização deste tipo de equipamento é ideal em festas razoavelmente grandes, atendendo às necessidades de pessoas que trabalham no ramo. Para testar, deixamos o volume perto da metade e, mesmo assim, era possível escutar a música bem alta do outro lado do nosso escritório (que é grande).

3.200 Watts RMS dão conta do recado, pois o volume do NX8 é estupidamente alto

Com o volume no talo, em nenhum momento as canções ficaram distorcidas. A qualidade do som é muito boa, com excelentes agudos, médios e graves. Há cinco modos prestabelecidos (Funk, Pop, Forró, Sertanejo e Samba), um botão Custom, que deixa o usuário especificar os níveis de equalização desejados, e um comando chamado de DBB, que ajusta a intensidade do subwoofer em até quatro níveis. Sem sombra de dúvidas, o NX8 aguenta reproduzir qualquer estilo musical no máximo.

Design robusto e cheio de efeitos

Felizmente, não é só na potência que a o Philips NX8 manda bem. O design das duas caixas de som é bem robusto, aparentando e representando todo o poder de fogo que elas oferecem. Ambas as torres são grandes (cerca de 1,2 metro) e contam com uma grande variedade de LEDs, tanto na mesa de edição e de controle quanto nos alto-falantes em si.

Todas as luzes são sincronizadas entre elas (há um cabo especial que conecta as suas caixas), criando efeitos muito legais. Há um botão que controla diretamente as cores e padrões de luz, que pode ser alternado entre alguns estilos distintos. Além disso, todos os outros botões contam com LEDs para sinalizar o funcionamento deles, como é o caso dos ícones de Play e Stop. Caso você não queira muita “perfumaria”, é possível desligar as luzes.

Apesar de simples, o Philips NX8 conta com um visor monocromático capaz de exibir informações sobre a equalização do som e alguns dados adicionais, como gravação (que vamos detalhar abaixo), entradas de áudios e muito mais. Há alguns botões que servem para controlar as funções, que também estão presentes no controle remoto.

O design do NX8 conta com alças e rodinhas para transportá-lo mais facilmente

Todas as palavras contam com uma versão de “ponta cabeça” para que sejam legíveis tanto para quem está de frente para as caixas quanto para quem está comando o show atrás delas. Para ajudar no display, existe um botão chamado “Flip”, que rotaciona as frases exibidas para quem está do outro lado.

Um grande ponto positivo é o manuseio do equipamento, que, apesar de ser grande, conta com rodinhas e uma alça para transporte. É como empurrar (ou puxar) um carrinho de feira carregado, já que cada caixa pesa cerca de 13 quilos. Além disso, todas as conexões são fáceis de encaixar e desencaixar, facilitando a vida de quem vai precisar manusear o equipamento frequentemente. Outra boa notícia é que os cabos são reforçados por uma capa de plástico resistente que serve como uma proteção adicional para eventuais pisões.

Diversas opções de conexão

Agora vamos falar de outro ponto forte do Philips NX8: o suporte para múltiplos tipos de conexões para ouvir as suas músicas. Você pode optar por escutar suas canções por CD (sim, ele conta com um drive de CD embutido), USB, Audio In (entrada de som P2), Bluetooth ou até mesmo por rádio. Além disso, há a opção de conectar o seu smartphone via NFC para facilitar a sua vida.

Entretanto, o grande destaque está na dupla entrada de conteúdo de áudio. Você pode ter até duas fontes distintas de som no aparelho, que conta também com uma barra de crossfade para você alternar entre uma faixa e outra (ou até mesmo deixar as duas tocando ao mesmo tempo, como um remix).

A segunda entrada é um pouco mais limitada, oferecendo apenas as opções de USB ou Audio In (entrada de som P2), mas já serve bem para o propósito de misturar duas faixas de áudio. Entretanto, algumas funções ficam desabilitadas para a entrada B (secundária), como a ausência de efeitos de DJ e de gravação – vamos detalhar estes recursos adiante.

Caso você precise utilizar as poderosas caixas para aprimorar o som da sua sala de estar, para jogar com potência máxima no seu console ou para ver um filme no seu DVD Player, também é possível usar a NX8 como auxiliar de outros equipamentos com as entradas RCA. Entretanto, você deve comprar esses cabos à parte, pois eles não fazem parte do pacote.

Há seis tipos diferentes de conexões, além de ter duas entradas de áudio e a tecnologia NFC para facilitar a vida

De forma geral, todas as conexões funcionam muito bem e sem qualquer tipo de problema. Apesar de todas terem um bom desempenho, tivemos a impressão de que as músicas executadas via Bluetooth ou USB tiveram resultados melhores, pois ficou evidente que entre a Unidade A (Bluetooth) e a Unidade B (Audio In) tinha claras diferenças de volume.

Um quebra-galho para mixagem

Conforme mencionado acima, o sistema de alto-falantes Philips NX8 conta com alguns botões especiais, como a barra de crossfade entre as duas unidades de áudio, um botão para efeitos de DJ e diversos controladores para os níveis agudos, médios e graves. Apesar de oferecer muitos recursos, eles ajudam ou são apenas nome bonitos para enfeitar o produto?

Os recursos extras de áudios são bem bacanas para personalizar as suas músicas

Certamente, essas funcionalidades extras não servem de forma alguma para substituir uma mesa de DJ profissional. Contudo, os reguladores de tons e a barra de crossfade funcionam muito bem e servem perfeitamente para dar um toque pessoal na sua playlist de festa. Quer misturar duas músicas eletrônicas? É muito fácil, basta mexer um pouco com o comando "Crossfader".

Caso não queira se aventurar nos controles de agudos, médios e graves (que podem ser acionados no botão “Custom”), há cinco equalizadores predefinidos que servem perfeitamente para quebrar um galho. O maior ponto negativo é o modo DJ, que não adiciona quase nada ao produto.

Painel de controles do NX8

Existe um pequeno controlador – o manuseio é inspirado em rodar uma meja de DJ, ou seja, girando – que pode realizar sons de scratchs, de beat box, reverbs e yeah (uma voz que fala “yeah”). Apesar de ser engraçadinho, dificilmente alguém fará uso dela durante uma faixa musical. Já o Auto DJ consegue colocar alguns efeitos nas músicas executadas via USB, mas nada que mude drásticamente ou adicione coisas bacanas o suficientes para ser ressaltado aqui.

Efeitos e recursos especiais

O sistema de alto-falantes Philips NX8 conta com alguns recursos extras que vão além do básico: reproduzir músicas com boa qualidade. Um deles é o botão Bass NX, que oferece um acréscimo temporário de potência e um show de luzes legais para dar uma animada em uma parte da música. Porém, há um temporizador que impede que ele seja apertado a todo momento (cerca de duas vezes por faixa musical). Resumidamente, algo bacana para usar no refrão ou no clímax de uma canção.

Outro recurso interessante é o gravador embutido nas caixas de som. Apesar de parecer estranho, você pode gravar o que está tocando em um pendrive a partir de uma porta USB específica. Em outras palavras: que tal passar aquele seu CD antigo para um dispositivo portátil e ter no seu computador? Tocou uma música legal no rádio? Basta ter uma unidade de armazenamento plugada para gravá-la.

É possível programar o tipo de gravação, que pode ser de faixa única ou conteúdo temporizado. Todavia, vale ressaltar que este recurso não funciona enquanto os modos DJ Auto, DJ Effect ou a barra de crossfade estiverem ativos. Portanto, nada de gravar as suas mixagens.

Como extra, há uma antena que pode ser conectada ao sistema para memorizar rádios AM (até 10 estações) e FM (30 estações). Um controle acompanha o pacote também, podendo facilitar a inserção de comandos durante a sessão de músicas.

Para finalizar, um fone de ouvido acompanha as caixas de som. Apesar de parecer desnecessário, você pode utilizá-lo para escutar uma das unidades de áudio para saber o momento certo de fazer um crossfade, por exemplo. Além disso, há uma entrada para microfones com um controlador de volume para quem quiser ser um popstar e mostrar que tem voz.

Vale a pena?

Sem sombra de dúvidas, pela potência e qualidade sonora oferecida pelo sistema de alto-falantes Philips NX8, o custo-benefício é muito bom. Ao pesquisar produtos semelhantes, você pode se deparar com alguns mini systems da LG ou da Sony que trazem uma potência semelhante, mas um preço que pode variar.

O aparelho da Philips tem o preço de tabela de R$ 3.499, que, em comparação com os demais concorrentes (que podem variar de R$ 2,7 a R$ 5 mil), é um valor aceitável pela quantidade de recursos e extras oferecidos, ainda mais se levarmos em conta a facilidade de transporte e os efeitos especiais oferecidos pelo equipamento.

Contudo, vale ressaltar: este tipo de sistema de som não é um típico reprodutor de música, pois ele é muito mais voltado para um público que faz festas com volumes estridentes, ou seja, não é exatamente um aparelho que pode assumir facilmente um papel de home theater, por exemplo. Caso você tenha gostado do NX8, mas o preço não caiba no bolso, existem opções mais em conta (e menos potentes) da mesma linha, como é o caso do NX4 e o NX6.

Cupons de desconto TecMundo: