A assistente pessoal Siri pode ficar mais "humana" em breve. A Apple comprou uma startup para deixar a compreensão da ferramenta mais apurada, entendendo ordens e diálogos mais naturais.

A companhia é a britânica VocalIQ. O software da startup possui um recurso adicional em que a assistente faz perguntas aos usuários sobre termos que ela pode não ter entendido — igual em uma conversa normal entre dois seres humanos.

A ideia é provavelmente fazer com que a Siri entenda ordens em que o usuário "conversa" com a assistente como se ela fosse uma pessoa, com fala rápida e nem todas as palavras faladas com precisão.
Atualmente, você precisa de uma linguagem mais engessada e pronúncia devagar para anotar recados, colocar alarmes ou fazer perguntas para a assistente.

A VocalIQ ainda tem um sistema de aprendizado para o software: quando mais você usa e interage com a assistente, mais ela compreende a sua forma de linguagem e as suas preferências.

A Apple não confirmou detalhes da compra, como o valor da negociação ou como a companhia será absorvida — é um padrão da gigante não revelar detalhes ou planos nessa área.

Qual é a melhor assistente pessoal: Siri ou Cortana? Debata no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: