Por mais eficiente que serviços como o YouTube sejam atualmente, não há como negar que muitas pessoas acabam se sentindo um tanto “limitadas” com as opções dentro do site e, principalmente, quando o assunto é a monetização. Uma nova startup chamada Zoome TV, no entanto, vem com o objetivo de corrigir tudo isso, oferecendo uma abordagem um pouco diferente para a forma como assistimos vídeos atualmente.

Combinando elementos de TV online e redes sociais, o serviço funciona de maneira simples. Basta se cadastrar na ferramenta para ter a possibilidade de criar seus próprios canais de vídeo, bem como acessar os canais dos outros e conferir o conteúdo.

Até aí, Zoome TV seria apenas mais um site de vídeos. Mas a vantagem do serviço é que, através dele, o dono do canal tem um controle raramente visto sobre as maneiras como disponibilizar e monetizar seu conteúdo: além de lançar vídeos comuns ou fazer transmissões ao vivo, você pode, por exemplo, publicar conteúdo on demand, bem como definir com maior cuidado o tipo de conteúdo promovido pelo serviço.

Monetização extrema

As opções não acabam por aí, é claro. Você pode desde adicionar opções Pay-Per-View, e-commmerce com downloads de conteúdo (músicas, vídeos, software, etc.) e até impulsionamento de vídeos ou outros canais

“Nós sabemos que as pessoas têm gostos e necessidades únicas, então criamos um serviço de TV online e rede social que se encaixa – e é lucrativa – para todos. De uma padaria local a uma celebridade mundial: seu canal, suas regras”, comentou o catarinense Ricardo Kurtz, o criador da startup.

Cupons de desconto TecMundo: