O número de mortes causadas por selfies em situações perigosas vem crescendo cada vez mais e, embora o total já tenha superado o de falecimento por ataques de tubarão no ano passado, 2016 já mostra que a tendência não deve desacelerar em breve. Agora, um grupo de estudantes indianos acabou morrendo por afogamento ao tentar tirar fotos no mar em condições perigosas.

Durante um piquenique escolar na praia de Murud com uma turma de 116 alunos e 11 docentes da Maharashtra Cosmopolitan Education Society, os professores resolveram fazer um tour da região e foram acompanhados pela maior parte dos estudantes. Cerca de 20 dos jovens teriam resolvido ficar para trás e, mesmo depois de terem sido alertados a não entrar na água, decidiram se aventurar e tirar selfies em meio ao mar revolto.

Quando uma onda excepcionalmente grande os atingiu, o grupo foi levado mais para o fundo, e 14 alunos se afogaram e faleceram. Os seis resgatados (quatro garotos e duas garotas) foram levados com urgência para o hospital mais próximo, sendo carregados em carrinhos de mão e carroças devido à falta de veículos na região. De todos os estudantes mortos, somente o cadáver de Saif Madki não foi encontrado.

Uma das estudantes resgatadas

Tristeza e choque

Comentando a respeito da tragédia, o vice-diretor da faculdade, Shailaja Bootwala, afirmou que o ocorrido deixou todos em choque. “Era para ser apenas um piquenique de um dia. Nós enviamos 30 funcionários e 10 ambulâncias para auxiliar na execução da operação de busca e resgate”, disse. Segundo o presidente da sociedade educativa, P. A. Inamdar, a situação poderia ter sido evitada se houvesse salva-vidas presentes na praia.

“Que Deus tenha piedade e salve nossos amigos. Esse foi um piquenique ruim. Esse incidente me marcou para a vida toda. Agradeço aos céus por ter sido resgatada”, afirmou uma das garotas resgatadas.

Qual é a “morte por selfie” mais inacreditável que você conhece? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: