De novo? Relato diz que golfinho foi morto por turistas que tiravam selfies

1 min de leitura
Imagem de: De novo? Relato diz que golfinho foi morto por turistas que tiravam selfies
Avatar do autor

Que a crueldade e egoísmo humano são quase ilimitados, isso nós já sabemos. A era digital trouxe muitos benefícios, mas vira e mexe a futilidade ou o descuido humano para alimentar as redes sociais pode causar acidentes. Se os rumores estiverem corretos, a vítima da vez foi um golfinho, que foi retirado do mar para que turistas tirassem selfies com o animal.

O caso teria ocorrido na Argentina, no resort San Bernardo. De acordo com o jornal La Capital, um grupo de pessoas foi o responsável pela atrocidade, tudo para tirar fotos com o bichinho do lado. A fonte também diz que uma testemunha alegou que após a sessão de fotografias e diversão, as pessoas o “deixaram para morrer” e que eles estavam “mais interessados em tocá-lo e tirar selfies do que devolvê-lo ao mar”.

Se o rumor for verdadeiro, trata-se de mais um triste episódio da irresponsabilidade e futilidade humana. Animais silvestres não devem ser retirados do seu habitat natural de forma alguma e muito menos da maneira que aconteceu. Contudo, pode haver um outro lado da moeda.

Poderia ser mais uma farsa?

Por acaso, a história parece familiar? Se sim, é porque você deve se lembrar de umcaso que ocorreu em datas próximas e também na Argentina, mas no ano passado. Na ocasião, um golfinho morreu e a mídia contou como um caso no qual muitas pessoas o retiraram da água para registrar selfies com o animal, mas as informações foram mal esclarecidas e, no final, ficou a dúvida do que ocorreu.

De acordo com os dados iniciais, foram os turistas que mataram o animal para tirar fotos; contudo, uma ONG e algumas fontes disseram que o golfinho já havia chegado morto à costa, mas os turistas aproveitaram a oportunidade para registrar imagens do bichinho, mesmo que estivesse falecido.

Os turistas diziam que o golfinho já estava morto antes das fotos

Por conta da “zona”, as informações podem se desencontrar e gerar uma história falsa no caminho. De acordo com a ONG Vida Silvestre, 500 a 800 espécimes chegam morto à costa por causa de redes de pesca. Caso mais informações forem divulgadas, atualizaremos essa matéria.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
De novo? Relato diz que golfinho foi morto por turistas que tiravam selfies