Um jovem indiano de 15 anos acabou se suicidando acidentalmente na sexta-feira (29) ao tentar tirar uma selfie posando com a arma de seu pai. Ainda que os danos tenham sido na cabeça, Ramandeep Singh não morreu imediatamente e foi levado a um hospital de Ludhiana, na Índia, onde faleceu.

Segundo informações do Telegraph, o garoto deu um tiro na própria cabeça ao tentar fazer uma pose com a pistola carregada e se atrapalhar na hora de apertar o botão da câmera, pressionando o gatilho sem querer. Embora a arma contasse com uma trava de segurança, a polícia local afirma que ela não estava ativada, e o disparo acidental foi inevitável.

No mundo todo

Essa não foi a primeira morte causada pela mistura de selfies com armas de fogo. Em março, um homem de identidade não revelada no estado de Washington, EUA, acabou com a própria vida ao tentar tirar fotos com uma arma que achava estar descarregada. Ele e a namorada passaram o dia capturando imagens similares enquanto repetidamente carregavam e descarregavam as balas da pistola. Quando uma delas foi esquecida, o disparo aconteceu.

Outro caso parecido aconteceu em Houston no ano passado. A Índia, por sua vez, também já conta com uma parcela considerável de mortes causadas por selfies. Já falamos aqui no TecMundo do grupo de estudantes que acabou morto ao tentar tirar fotos no mar durante uma ressaca. Cinco indianos também morreram atropelados por trens ao parar para fazer autorretratos sobre os trilhos.

Guia do Governo russo explica os riscos das selfies para a população do país

Na Rússia, a situação ficou tão grave que o Governo chegou a emitir um guia oficial para avisar sua população sobre os riscos das selfies em certas situações – que você pode conferir na imagem acima (em russo). Com essas e outras, não é de se estranhar que as selfies hoje já causem mais mortes por ano do que ataques de tubarão.

Você conhece alguém que passou por uma situação de risco ao tentar tirar uma selfie? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: