Crianças e adolescentes são alvos frequentes de pessoas mal-intencionadas que estão livres e soltas pela internet. O uso crescente de tecnologias por parte das crianças aliado à inocência natural da infância, abre brechas para situações perigosas. Por isso, é imprescindível que os pais participem das atividades desenvolvidas por seus filhos enquanto eles estiverem no computador.

Hoje em dia é comum observar crianças trocando as brincadeiras ao ar livre por jogos de video game e de PC, principalmente nas grandes cidades. Jovens com menos de dez anos de idade já se mostram encantados com o mundo tecnológico e não há o que faça tirar esta ideia fixa da cabeça deles.

Vamos jogar!

Está na hora de mudar o repertório e atualizar os motivos de atenção com as crianças. Em vez da clássica frase “não aceite doces de um estranho”, os pais devem se preocupar a usar mais conselhos como “não abra emails de remetentes desconhecidos” ou, então, “não adicione qualquer pessoa no Orkut”.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Brasil (NIC.br) no final do ano passado, cerca de 55% das crianças fazem uso da máquina no país, e destas, apenas 28% têm acesso à internet. Como é possível perceber, navegar por sites da web ainda não faz parte da rotina da grande maioria dos pequeninos brasileiros.Apesar desta constatação, é importante que estes poucos a utilizar o serviço sejam monitorados de perto.

Afinal, como monitorar as ações dos pequenos?

A existência de diversas opções de programas que bloqueiam links inapropriados ou que monitoram as páginas visitadas pela criançada, a fim de deixar os pais a par do que acontece enquanto não estão por perto. Se você convive com crianças loucas por tecnologia, os programas comentados abaixo são boas opções para ajudar seus filhos a se manterem longe de encrenca.

Gratuito para testar

Se você é daqueles que não se importa em pagar por um serviço, desde que seja pelo bem das crianças, pode optar pelo KidStarter. Com este programa você cria uma conta de usuário principal, a partir da qual são definidos os sites e programas que podem ser acessados por cada criança, podendo incluir até cinco perfis. O problema deste programa é o idioma, ele feito inteiramente em inglês.

Acessados pela web

Piggyback é o próximo programa da lista. A especialidade deste software é monitorar as atividades das crianças nos jogos do Facebook. O aplicativo não precisa de download, é acessado na web, mas exige que o usuário seja cadastrado na rede social. Cada vez que você iniciar o Piggyback, o programa mostra uma lista com as atividades recentes das crianças. É ótimo para evitar que as crianças acessem jogos violentos ou com conteúdo impróprio.

Conheça o jeito do PiggyBack

Caso o seu filho ou filha tenha menos de cinco anos de idade e adore assistir a vídeos infantis, experimente o Kideo Player. Este é outro aplicativo online e funciona como um YouTube para crianças. Todos os vídeos disponibilizados são adequados para a idade. O site oferece dois estilos de filmes: “Just For Moms” e “Most Popular”. Para mudar o vídeo exibido, basta apertar a barra de espaço.

Outro grande destaque é o Kido’z. Este software gratuito permite que você defina o conteúdo que pode ser acessado e, apesar de trabalhoso, o esforço vale a pena. A interface do programa é supercolorida, ideal para prender a atenção das crianças. O Kido’z tem suporte para várias línguas, tendo o português como uma das opções. Faça o download, registre-se, personalize a utilização do aplicativo e fique tranquilo deixando as crianças navegarem à vontade.

Direto nos navegadores!

Se a sua intenção é bloquear sites diretamente no navegador, apresentaremos opções para serem utilizadas no Mozilla Firefox e Google Chrome. Para a escolha dos programas, foram preferidos programas que se destacam por serem versões gratuitas e pela facilidade de uso.

O primeiro se chama ProCon Latte e possibilita que páginas de todos os tipos sejam bloqueadas no Mozilla. Além disso, você pode aplicar filtros de censura para palavras e expressões que serão substituídas pelo programa. Entretanto, se você julgar um site inofensivo aos pequenos desbravadores da internet, pode adicioná-lo à “Lista Branca” do aplicativo, onde ficam referenciadas as páginas que o ProCon Latte não vai bloquear.

Configure o seu ProCon Latte

Para o Chrome, o escolhido foi o Website Blocker, que permite ao usuário definir o horário exato em que determinados sites podem ou não serem acessados. Você diz ao programa os sites ou tipos de URL que devem ser bloqueados. Pode banir a página por certo período ou por tempo indeterminado. Basta apenas clicar no ícone do programa que fica localizado ao lado do campo onde é exibido o endereço da página visitada e definir as ações do aplicativo.

Quer saber mais?

A equipe do Baixaki selecionou alguns artigos que abordam assuntos relacionados à segurança das crianças no meio virtual, para que você fique ainda mais atualizado sobre este tema. Confira os links a seguir.

Cuidados que crianças e pré-adolescentes devem ter na internet

Como criar e gerenciar contas no windows

Dicas do Windows 7: como definir quais programas outros usuários do PC terão acesso

Evite que seus filhos sejam alvo de crimes online

Controle o uso do PC pela criançada

O que você acha sobre a segurança das crianças na internet? Deixe sua opinião.

Cupons de desconto TecMundo: