Nesta semana, a Symantec anunciou os resultados do Norton Report 2013, mostrando que, enquanto o número de adultos que tiveram experiências com o cybercrime diminuiu, o custo médio por vítima aumentou 50% — situação que é bastante ruim para quem acaba sendo vítima de qualquer tipo de ataque. 

"Atualmente, os cybercriminosos utilizam ataques mais sofisticados, como o Ransomware e Spear-phishing, que são muito mais lucrativos”, diz Steve Trilling, Diretor de Tecnologia da Symantec. De acordo com os resultados do relatório deste ano, 49% dos consumidores usam seus dispositivos móveis pessoais para trabalho e lazer, o que permite e potencializa novos riscos de segurança para as empresas, já que o acesso de pessoas mal intencionadas a informações ainda mais valiosas aumenta.

Zelosos, mas sem cuidado

O estudo também mostra que, apesar de quase metade dos usuários de smartphones se importarem com seus dispositivos e utilizá-los durante todo o dia, eles não os protegem de maneira online. Um dado que mostra isso é o fato de que 48% dos usuários de dispositivos móveis não têm cuidados básicos, como a utilização de senhas e software de segurança, além da realização de backup de arquivos, colocando as suas próprias identidades digitais em risco.

"Se fosse um teste, os usuários móveis seriam reprovados", alerta Marian Merritt, Advogada de Segurança na Internet da Symantec. "Enquanto os consumidores protegem seus computadores, existe uma falta geral de consciência para proteger seus equipamentos móveis. É como se eles tivessem sistemas de alarme em suas casas, mas deixassem seus carros destravados e com as janelas abertas", finaliza.

Principais conclusões para o Brasil

  • 60% dos brasileiros foram vítimas de cybercrime, um total de 22 milhões de pessoas;
  • 45% dos adultos brasileiros tiveram alguma experiência de crime virtual e comportamento de risco nos últimos 12 meses;
  • Custo líquido de crimes cibernéticos dos últimos 12 meses foi superior a R$ 18 bilhões;
  • 57% dos usuários brasileiros de smartphone foram vítimas de crime virtual móvel;
  • 49% dos usuários de smartphone e 61% dos consumidores de tablets possuem sistema de segurança online instalado em seus equipamentos;
  • 58% dos brasileiros usam o aparelho pessoal para trabalho e diversão;
  • 39% dos usuários de smartphones disseram que não deletam emails suspeitos de pessoas que não conhecem;        
  • 33% dos brasileiros não se desconectam dos perfis sociais após o uso e 31% deles se conectam com pessoas desconhecidas;
  • 61% dos adultos entrevistados disseram utilizar redes de WiFi públicas ou inseguras.

Cupons de desconto TecMundo: