(Fonte da imagem: Reprodução/MarketWatch)

Uma pesquisa conduzida pelo National Safety Council (Conselho de Segurança Nacional, ou simplesmente NSC) dos Estados Unidos indica que 25% dos acidentes de trânsito do país foram resultado do uso indevido de telefones celulares. Segundo o relatório produzido pela instituição, o simples ato de manusear um dispositivo do tipo reduz pela metade a atenção de um motorista.

Entre os hábitos considerados mais arriscados pelo órgão está o envio de mensagens SMS, hábito que está ganhando cada vez mais popularidade. Segundo o estudo, 33% das pessoas preferem mandar mensagens de texto a fazer uma ligação — atitude que se torna extremamente arriscada quando feito por uma pessoa que deveria estar com as duas mãos no volante.

Segundo o site MarketWatch, recursos como o viva-voz também atrapalham motoristas, apesar de deixá-los com as mãos livres. Ao participar de conversações, o motorista sofre uma redução de atividade na área do cérebro relacionada à direção e ao senso espacial, o que facilita a ocorrência de colisões.

O estudo da NSC indica que um dos motivos pelos quais as pessoas continuam a usar celulares enquanto dirigem é a falta de punições mais rígidas. Enquanto quem dirige embriagado é forçado a passar algum tempo na prisão, aqueles pegos falando ao volante são tratados de forma mais leve. “Os motoristas sabem que essa não é a melhor ideia”, afirma Justin McNaul, do AAA. “Mas mesmo assim, as chances de ser multado por isso continuam muito pequenas”, complementa.

Cupons de desconto TecMundo: