Quem já brincou de apontar algum laser para algum tipo de veículo como alguma espécie de brincadeira pode já ter posto a vida de várias pessoas em risco. Prova disso é o anúncio de que o FBI vai criar uma força-tarefa focada em detectar e prender quem aponta luzes do tipo em direção a aeronaves e helicópteros.

O número de incidentes envolvendo ações do tipo saltou de 283 em 2005 para 3.700 em 2012 — uma verdadeira “epidemia”, segundo afirma o marechal da aeronáutica norte-americana George Johnson. Quem for pego cometendo atos do tipo pode ser obrigado a pagar uma multa de até US$ 11 mil, além de ter que passar cinco anos na cadeia.

Entre os efeitos nocivos provocados pelos lasers estão cegueiras temporárias, desorientação momentânea ou a simples distração dos pilotos. Especialmente durante pousos e decolagens, ocorrências do tipo podem ser responsáveis por provocar acidentes graves que colocam em risco a vida de centenas de pessoas.

Fonte: Ars Technica

Cupons de desconto TecMundo: