(Fonte da imagem: Shutterstock)

Uma atividade muito comum nos Estados Unidos é a locação de computadores para escritórios e empresas, pois essa é uma ótima solução para quem não quer gastar muito com PCs — ou não quer ter um maquinário fixo, por exemplo. Contudo, descobertas recentes abalaram a confiança depositada nesse tipo de serviço.

 A Federal Trade Commission (FTC) constatou que os computadores usados pela maioria das empresas de aluguel usava um software chamado DesignWare. O objetivo desse programa é o de controlar todas as funções do PC para saber o que está acontecendo com a máquina — e isso inclui o rastreamento das teclas usadas e controle da webcam.

Ainda segundo a FTC, mais de 1,5 mil lojas de aluguel de computadores contavam com esse programa até a metade do ano passado, sendo que o vírus espião chegou a se alastrar para o Canadá e Austrália. Ou seja, o malware se espalhou de maneira espantosa, ameaçando os dados de muita gente.

E a situação vai ficando pior

Além de invadir a privacidade das pessoas de maneira revoltante, o DesignWare passava as informações dos clientes para os emails habilitados pela empresa de aluguel. Outro problema é que esses dados eram passados de maneira totalmente aberta (sem criptografia), de modo que qualquer hacker pudesse roubar o número de milhares de cartões de crédito, por exemplo.

Para roubar ainda mais informações das pessoas, o programa usou alguns “truques” realmente baixos. Um deles foi a implementação de uma popup que não poderia ser fechada até que o cliente desistisse e compartilhasse informações pessoais — o que categoriza um tipo de coerção, o que pode ser ilegal.

Para piorar o que já estava bem ruim, as empresas que usavam o vírus começaram a registrar os pontos de acesso de Wi-Fi dos computadores, de maneira que fosse possível triangular a posição dos computadores e dos seus respectivos usuários.

Tá, e o que aconteceu?

(Fonte da imagem: Shutterstock)

É lógico que, depois do furto de tantas informações pessoais, diversos casos acabaram sendo registrados. Com isso, as empresas responsáveis pela venda do DesignWare (sim, eram mais de uma) e as companhias de aluguel que faziam uso dele estão sendo processadas.

A parte “boa” da história é o fato de que esse software quebrou leis federais, como a instalação de escutas ilegais — provenientes do controle das câmeras e microfones dos computadores. Isso garante uma punição bastante pesada e que pode servir de exemplo para casos parecidos com esse.

Fique ligado!

O aluguel de computadores não é muito difundido no Brasil, mas você deve tomar cuidado sempre que for requisitar um serviço do gênero. Afinal de contas, nunca se sabe quem está agindo de má fé.

Fonte: FTC, The Verge e Gizmodo

Cupons de desconto TecMundo: