Autenticação de dois fatores: o que é e por que utilizá-la?

2 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: Autenticação de dois fatores: o que é e por que utilizá-la?
Imagem: (Fonte: GettyImages)

A segurança é uma preocupação primordial de quem utiliza a internet, independentemente de quais sejam os usos feitos por cada um. Afinal, há muitas ameaças à espreita no mundo online, como roubos de contas e golpes de todo tipo que podem provocar uma grande dor de cabeça.

E um dos recursos mais eficientes para garantir a proteção de seus dispositivos é ativar a autenticação de dois fatores e se possível, em todas as suas contas. A seguir, você confere o que é isso e por que você deveria utilizá-la sempre, além de conhecer os dispositivos de segurança da Kaspersky.

smart people are cooler

Tecnologia, negócios e comportamento sob um olhar crítico.

Assine já o The BRIEF, a newsletter diária que te deixa por dentro de tudo

O que é a autenticação de dois fatores?

autenticação de dois fatores(Fonte: GettyImages)

Quase todos os serviços online atuais (como acesso a redes sociais, bancos, cadastros, etc.) oferecem a autenticação de dois fatores, que nada mais é que uma camada adicional de segurança na hora de fazer o seu login em uma conta.

Quando você vai entrar no seu perfil, por exemplo, em uma rede social, a plataforma sempre vai exigir que você digite uma senha que cadastrou. Entretanto, ao acionar a autenticação de dois fatores, você vai precisar passar por duas “portas” antes de entrar. Após a senha, o segundo fator pode ser um SMS, um aceite em outra rede social ou a inserção de um código enviado por e-mail.

A ideia aqui é que, para poder efetuar o login, o usuário precisa não apenas conhecer a senha (que pode ser roubada), mas também ter acesso a outro dispositivo logado por ele mesmo. Vale dizer que a autenticação de dois fatores não é uma barreira infalível, mas é uma forma bastante eficiente de evitar que suas contas sejam acessadas por terceiros.

Por que usar a autenticação de dois fatores?

autenticação de dois fatores(Fonte: GettyImages)

Sabemos que hoje há muitos riscos na internet e golpes que podem ser aplicados por mero descuido da vítima – o chamado phishing. Pode ser que, por desatenção, uma hora você acabe clicando em algum link malicioso e um criminoso consiga ter acesso a alguma de suas senhas.

Quando decide usar a autenticação de dois fatores, você cria uma “parede” a mais para um golpista, além da senha. Há muita gente que tem dificuldade em criar senhas complexas e acaba cadastrando códigos mais simples, ficando vulnerável a ataques externos. Ao acionar esse recurso, mesmo que o cibercriminoso consiga descobrir uma de suas senhas, ele também vai ter que acessar o segundo fator para poder invadir as suas contas, o que é bem mais difícil.

Por isso, quando bem executado, o sistema de autenticação de dois fatores é bastante seguro e pode ser a diferença na hora em que você estiver prestes a sofrer um golpe. Esse sistema é importante especialmente para as contas que você usa e que podem causar mais danos caso sejam hackeadas, como drives onde você guarda arquivos ou os bancos que você utiliza.

smart people are cooler

Tecnologia, negócios e comportamento sob um olhar crítico.

Assine já o The BRIEF, a newsletter diária que te deixa por dentro de tudo

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.