(Fonte da imagem: ThinkStock)

Você já tentou acessar um site que encontrou na busca do Google e se deparou com uma mensagem de que a página tinha algum tipo de conteúdo malicioso? Isso acontece graças ao Safe Browsing, um recurso desenvolvido pela empresa exatamente para manter sua navegação segura. Porém, mais do que simplesmente impedir que você infecte seu computador, esta ferramenta também traz algumas estatísticas bem interessantes.

Em seu blog oficial, a empresa relembra que a medida evoluiu muito nos últimos cinco anos e deixou de ser algo exclusivo do sistema de pesquisa, atuando também em anúncios e até mesmo em navegadores como Chrome, Firefox e Safari — o que totaliza mais de 600 milhões de pessoas.

No entanto, o que realmente chama a atenção são os números. De acordo com a Google, são cerca de 9,5 mil novos sites maliciosos sendo identificados e catalogados todos os dias. Nesse total, entram desde endereços criados especificamente para lesar outros usuários até mesmo aquelas páginas que acabam sendo comprometidas por um ataque externo.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Isso faz com que, em um único dia, a mensagem de alerta apareça entre 12 milhões e 14 milhões de vezes somente no serviço de buscas. Já no Chrome e sua proteção contra downloads suspeitos, os avisos são exibidos aproximadamente 300 mil vezes a cada 24 horas.

O phishing é outra prática fortemente combatida. A companhia publicou um pequeno gráfico que mostra a evolução das práticas de combate a esse tipo de golpe e revela que, em apenas quatro anos, a quantidade de sites descobertos mensalmente praticamente triplicou.

O próximo passo

Apesar dos números impressionantes, esse não é o fim da jornada em busca da navegação segura. Ainda em seu blog, a Google afirma que continua trabalhando para manter a internet limpa e que pretende ampliar essa tecnologia anti-malware para outros setores, como as extensões do Chrome ou na Web Store do navegador. O Android também está na lista — o que já não era sem tempo, uma vez que a quantidade de malware no sistema operacional teve um crescimento de 270% no último ano.

Fonte: Google

Cupons de desconto TecMundo: