Fast Shop fica fora do ar após ataque cibernético

1 min de leitura
Imagem de: Fast Shop fica fora do ar após ataque cibernético
Avatar do autor

Equipe TecMundo

A varejista Fast Shop supostamente sofreu um ataque cibernético nesta quarta-feira (22), o que deixou o aplicativo e a loja online da companhia fora do ar. Além disso, a ação de criminosos virtuais também afetou o perfil do Twitter da plataforma de e-commerce.

Na rede social, a conta oficial da Fast Shop fez publicações indicando que os cibercriminosos conseguiram acessar serviços de nuvem da empresa em plataformas como AWS, Azure, GitLab e IBM. As informações publicadas no perfil apontam que dados de funcionários e clientes teriam sido interceptados, bem como código-fonte da plataforma de comércio eletrônico.

As postagens no Twitter também dizem que a loja online ficará fechada até dia 26, com pedidos adiados até dia 27. O grupo também disse que está disposto a negociar para evitar o vazamento de informações.

Resposta da empresa

Em nota enviada à imprensa, a empresa disse que o site e o app ficaram fora do ar como forma de precaução. Além disso, as lojas da marca permanecem abertas.

“Como forma de prevenção, a empresa acionou os protocolos de segurança, e por este motivo, o site e o app ficaram temporariamente indisponíveis, porém já se encontram restabelecidos e funcionando normalmente”, disse a Fast Shop ao jornal Estado de S. Paulo.

Por fim, a empresa garante que os dados de seus clientes estão seguros. "Ressaltamos que todas as lojas continuam abertas e operando regularmente em todo país. Salientamos que toda a base de informações da empresa está sob rígidos processos de segurança e não houve evidências de danos aos dados de nossos clientes."

Ativa no Brasil desde os anos 80, a Fast Shop é conhecida pelos fãs de tecnologia pela comercialização de eletrônicos, incluindo produtos como os consoles de nova geração, o PS5 e o Xbox Series X e S. O suposto ataque ocorre em um momento crítico para a empresa, que recentemente anunciou uma reformulação em seus negócios online para adotar novas tecnologias como realidade aumentada e inteligência artificial.