Ucrânia possui 'exército digital' com profissionais de TI do país

1 min de leitura
Imagem de: Ucrânia possui 'exército digital' com profissionais de TI do país
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

A Ucrânia formou um grupo no Telegram chamado de "Exército de TI da Ucrânia", que reúne mais de 311 mil pessoas com o objetivo de travar uma guerra cibernética com a Rússia. O grupo é formado majoritariamente por programadores ucranianos, embora haja profissionais de TI de outros países.

Em entrevista à CNBC, o engenheiro ucraniano de software Dave (que preferiu ocultar o sobrenome), disse que o "exército" vem realizando ataques cibernéticos desde o início da guerra. Os principais alvos são sites do governo russo, além de bancos e casas de câmbio do país.

O grupo reúne mais de 311 mil pessoas, entre ucranianos e profissionais de outros paísesO grupo reúne mais de 311 mil pessoas, entre ucranianos e profissionais de outros paísesFonte:  Shutterstock 

“Estou ajudando o Exército de TI a executar ataques DDoS”, disse Dave. Um ataque DDoS é um ataque distribuído de negação de serviço, que sobrecarrega um site a ponto de tentar interromper o tráfego normal dele. O engenheiro ainda explicou que alugou servidores no Google Cloud Platform para criar bots que direcionam ataques a sites determinados por ele.

O grupo no Telegram compartilha possíveis alvos para diferentes ataques, desde portais específicos a dados de cartões de créditos russos. No fim de fevereiro, o ministro de Transformação Digital da Ucrânia publicou em sua conta do Twitter o link para a comunidade no Telegram e convocou os seguidores a "lutar na frente cibernética".

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.