Celulares Android espionam usuários constantemente, aponta estudo

1 min de leitura
Imagem de: Celulares Android espionam usuários constantemente, aponta estudo
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

O uso de celulares Android implica em uma série de problemas de privacidade, que surgem mesmo se você desativar as ferramentas de rastreamento do sistema. É o que revela um estudo feito por pesquisadores do Trinity College Dublin (Irlanda) e da Universidade de Edimburgo (Escócia), divulgado no início do mês.

Ao analisar hábitos de compartilhamento de dados de variantes do Android, os especialistas descobriram que elas transmitem "quantidades substanciais de informações para o desenvolvedor do sistema operacional". Isso acontece até mesmo com apps que não são utilizados, mas estão no aparelho, segundo o artigo.

Foram analisados smartphones da Samsung, Xiaomi, Huawei e Realme, além de dispositivos rodando LineageOS e e/OS. Apenas a última versão não colhia dados do usuário, enquanto as demais enviavam as informações para as fabricantes e para terceiros (Google, Microsoft, Facebook, LinkedIn etc) que tinham apps pré-instalados.

Dados coletados pelas variantes analisadas.Dados coletados pelas variantes analisadas.Fonte:  Trinity College Dublin/Reprodução 

Em relação ao tipo de dados coletados, isso varia conforme a interface, como aponta o estudo. A lista pode incluir de informações confidenciais do usuário a detalhes sobre o uso de aplicativos, passando também pelos dados de telemetria, número de série do hardware e identificadores de publicidade.

"É assim que funciona"

Comentando sobre a pesquisa, um porta-voz da gigante das buscas disse ao BleepingComputer que a coleta de dados é informada na seção de ajuda do Google Play Services e essencial para os principais serviços fornecidos pelo Android. "É assim que os smartphones modernos funcionam", complementou o representante.

Já os autores do estudo esperam que a investigação inspire os usuários a pressionar os legisladores. Conforme o artigo, são necessárias novas regras sobre o tema, pois as leis de privacidade atuais não abrangem os "dados anônimos", como esse tipo de informação é conhecida.

Eles acreditam que a melhor forma de escapar do rastreamento em grande escala é usar a variante e/OS, derivada do LineageOS, que permite usar os serviços do Google sem transmitir dados pessoais.