Autodesk foi vítima de ataque hacker da SolarWinds

1 min de leitura
Imagem de: Autodesk foi vítima de ataque hacker da SolarWinds
Imagem: Autodesk
Avatar do autor

A empresa Autodesk confirmou que foi atingida pelo mesmo malware do golpe cibernético de larga escala que atacou os servidores da SolarWinds a partir do software de gerenciamento de rede Orion. O incidente ocorreu em dezembro de 2020 e foi inicialmente negado por alguns dos envolvidos.

Segundo a Autodesk, um "servidor comprometido" foi identificado no mesmo período da invasão original, em 13 de dezembro do ano passado. Entretanto, a companhia não registrou nenhum tipo de acesso não autorizado a partir dos diretórios que ficaram vulneráveis e rapidamente sanou as brechas identificadas com uma atualização no sistema.

A informação só se tornou pública agora, quando a marca publicou documentos relativos ao desempenho da empresa no segundo trimestre de 2021. A companhia é uma das mais renomadas no setor de softwares de criação e design digital, incluindo programas como o AutoCAD.

SolarWinds

Ao todo, cerca de 18 mil clientes empresariais que dependiam dos serviços da SolarWinds foram atingidas pela falha em diferentes escalas de intensidade — sendo um dos maiores hacks criminosos já registrados, segundo a Microsoft.

Variações e outras vulnerabilidades também foram exploradas para atacar agentes governamentais já em 2021. As investigações realizadas até o momento apontam para invasores de origem russa.