Hackers atacam sistema da segunda maior cidade da Grécia

1 min de leitura
Imagem de: Hackers atacam sistema da segunda maior cidade da Grécia
Imagem: Pixabay/Reprodução
Avatar do autor

Um ataque hacker, ocorrido na última quinta (22), atingiu os servidores centrais da prefeitura de Thessaloniki, a segunda maior cidade da Grécia. Após a identificação de um vírus nos sistemas municipais de informação, foram ativivados os protocolos preventivos, entre eles, a retirada do ar todos os serviços oferecidos pelo município.

O vice-prefeito de Planejamento de Negócios, Governo Eletrônico e Política de Migração, Giorgos Avarlis, em entrevista a uma rádio local, afirmou que se trata de um ataque de ramsomware, em que com hackers criptografam os dados e pedem um resgaste para desbloquear os arquivos.

O promotor de crimes cibernéticos da região foi informado imediatamente e uma equipe especial realizou uma investigação preliminar para localizar os hackers desconhecidos, procurando os vestígios eletrônicos que possam ter deixado. Ao mesmo tempo, a SpaceHellas, empresa privada que criou e gerenciou o sistema tenta restaurar os arquivos.

“Queremos ter total certeza de que tudo funcionará corretamente”, disse Avarlis, esclarecendo que todos os arquivos do município estão sendo protegidos. Na noite do ataque, foi realizado um backup das informações dos servidores centrais.

Cidade inteligente

Cidade histórica de 24 séculos está se transformando em uma smart city. (Fonte: Pixabay/Dimitris Vetsikas/Reprodução)Cidade histórica de 24 séculos está se transformando em uma smart city. (Fonte: Pixabay/Dimitris Vetsikas/Reprodução)Fonte:  Pixabay/Dimitris Vetsikas/Reprodução 

O ataque de hackers acontece em um momento em que Thessaloniki caminha a passos largos para se tornar uma cidade inteligente. Entre as últimas ações divulgadas pela prefeitura está a instalação de mais de 450 placas com códigos QR e tecnologia Near-Field Communication (NFC), para divulgar informações sobre os 24 séculos de história da cidade.

O município conta, desde 2015, com o apoio da IBM para promover o uso de tecnologias voltadas à sustentabilidade. Além disso, foram implementadas ferramentas para melhorar a comunicação entre o governo local e os cidadãos.

O município conta também com um centro de controle de tráfego que estima, em tempo real, a dinâmica no trânsito e confirma os tempos de viagens conforme a abertura e o fechamento dos semáforos. O sistema permite que os cidadãos escolham a rota mais curta, econômica ou ecológica.