Hackers atacam maior oleoduto dos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Hackers atacam maior oleoduto dos EUA
Imagem: Colonial Pipeline
Avatar do autor

Um ataque de hackers forçou a Colonial Pipeline a fechar um dos maiores e mais importantes oleodutos dos Estados Unidos. O duto, que transporta gasolina e combustível de aviação do Golfo do México a Nova York, é responsável por 45% do abastecimento da Costa Leste americana.

A empresa fechou o oleoduto enquanto combate o ataque à sua rede de computadores

A maior parte do combustível transportado (cerca de 2,5 milhões de barris por dia) destina-se a tanques de armazenamento. Com o declínio no uso de automóveis e aviões em função da pandemia, é improvável que o problema cause maiores complicações, ao menos em curto prazo. Caso a situação não se resolva, serão utilizados caminhões para transporte dos produtos.

Colonial PipelineColonial Pipeline (Imagem: Colonial Pipeline Company)

Ataque Ransomware

O FBI está investigando o assunto por se tratar de um crime federal. Ainda não está claro quem foi o responsável pelo ocorrido, mas o grupo criminoso originário da Rússia chamado DarkSide é um dos principais suspeitos. O ataque foi classificado pelo FBI como ransomware, um tipo que bloqueia os sistemas de suas vítimas e exige resgate para desbloqueá-los.

Um porta-voz da Casa Branca disse que o presidente Joe Biden foi informado sobre o assunto e que o governo federal está trabalhando para avaliar as implicações do incidente, evitar maiores interrupções no fornecimento e ajudar a empresa a restaurar as operações do oleoduto o mais rápido possível, o que já vem acontecendo de forma paulatina.

Hackers atacam maior oleoduto dos EUA