(Fonte da imagem: ThinkStock)

A guerra entre botnets e empresas de segurança cresce na mesma proporção: enquanto novos métodos de derrubada surgem a cada instante, essas redes zumbis estão cada vez mais poderosas e resistentes. O desafio da vez é eliminar a Zeus, uma nova ameaça que está dando trabalho até para ser localizada.

Assim como o deus grego que empresta o nome, a botnet Zeus está no topo da hierarquia atual dessas redes – e funciona como uma plataforma de controle de diversos “peões” espalhados pela internet. Desse modo, todos os domínios derrubados até agora por empresas como a Microsoft são apenas intermediários, “capangas” que usam códigos antigos do verdadeiro inimigo.

Segundo o Ars Technica, o segredo da Zeus está em usar uma rede de compartilhamento P2P para funcionar. Desse modo, ela não precisa de um controle central, o que a torna imune contra os atuais métodos de derrubada de botnets – e dificulta ainda mais o rastreio do servidor em que ela está localizada.

Especialistas em segurança garantem que conseguem desabilitar esse tipo de rede e que seus prejuízos não serão sentidos em longo prazo – mas um pequeno alarde é, sim, inevitável.

Cupons de desconto TecMundo: