Chrome incrementa proteção contra malware para 'grupo de risco'

1 min de leitura
Imagem de: Chrome incrementa proteção contra malware para 'grupo de risco'
Imagem: Pexels
Avatar do autor

A Google está liberando melhorias na detecção de malwares no seu navegador, o Chrome. Com foco nos usuários do Programa Proteção Avançada — considerados alvos em risco de ataques, como jornalistas e ativistas —, a empresa já havia implementado mudanças na segurança em agosto do último ano e, recentemente, tornou seu sistema de downloads ainda mais rigoroso.

Com a novidade, usuários poderão analisar arquivos considerados perigosos pelo Google por meio da "Navegação Segura", a ferramenta de detecção de malware da empresa. Ao fim de cada download de arquivo, o sistema analisará os metadados em seu conteúdo em busca de ameaças. Se algum risco for detectado, o usuário poderá submeter o arquivo para um escaneamentoque aparece em um aviso do Chrome.

Novo sistema de análise do Chrome. (Fonte: Google via Android Central / Reprodução)Novo sistema de análise do Chrome. (Fonte: Google via Android Central / Reprodução)Fonte:  Google via Android Central 

Caso o usuário aceite analisar o arquivo, o Chrome fará seu upload para o Google Navegação Segura, onde o item terá seu risco avaliado. O navegador apresentará, então, o resultado da análise e permitirá que o internauta decida manter ou excluir o arquivo, mesmo em casos positivos de ameaça. Segundo a empresa, todos os uploads serão deletados do sistema logo após as avaliações, com objetivo de proteger a privacidade dos dados.

Chrome incrementa proteção contra malware para 'grupo de risco'