Presidiários norte-americanos estão utilizando as redes sociais para ameaçar novas e antigas vítimas. O Facebook tem sido o alvo preferido dos bandidos, e as primeiras denúncias do gênero surgiram no primeiro semestre deste ano.

Lisa Gesik, uma das vítimas, afirmou estar sofrendo perseguições constantes do seu ex-marido, Michael Gladney, preso por sequestrar ela e a filha de 12 anos. Já na Califórnia, monitores de presídios encontraram detentos utilizando a rede social para realizar agressões verbais e de cunho sexual.

Além das vítimas dos acusados, os reclusos utilizam o Facebook também para perseguir testemunhas antes de julgamentos. Para minimizar o problema, o Facebook está trabalhando juntamente com a polícia californiana para identificar perfis falsos e abusivos. Já no Estado do Oregon, uma lei foi aprovada proibindo acusados de violência doméstica de manterem qualquer tipo de contato com suas vítimas.

Cupons de desconto TecMundo: