Garmin é vítima de ransomware que derruba serviços de smartwatch

1 min de leitura
Imagem de: Garmin é vítima de ransomware que derruba serviços de smartwatch
Imagem: Garmin
Avatar do autor

A Garmin, fabricante de relógios inteligentes e equipamentos de GPS, passa por uma série de instabilidades em todos os serviços da empresa desde a quinta-feira (23).

Todos os serviços da empresa foram tirados do ar, inclusive o Garmin Connect, isso significa que não foi possível sincronizar informações com outros dispositivos e aplicativos. Até mesmo alguns pilotos de avião tiveram dificuldades em utilizar a base de dados mais recente da plataforma de navegação da companhia. Além disso, todas as formas de contato com a marca foram afetadas.

Segundo o site ZDNet, a culpa é de um ataque de ransomware de larga escala, que criptografou parte da rede interna da Garmin e alguns sistemas mais vitais. O golpe obrigou a companhia a desligar sistemas inteiros e tirar no mínimo um dia inteiro para eliminar a ameaça.

A fabricante não chegou a confirmar que essa modalidade de golpe foi a causa da instabilidade, mas diversos funcionários já confirmaram a informação nas redes sociais.

O lado da empresa

"No momento, estamos enfrentando uma interrupção que afeta o aplicativo móvel do Garmin Connect, estando inativo no momento. Essa interrupção também afeta nossas centrais de atendimento e, atualmente, não podemos receber chamadas, e-mails ou bate-papos on-line. Estamos trabalhando para resolver esses problemas o mais rápido possível e pedimos desculpas por esse inconveniente", diz o comunicado oficial, publicado nas redes sociais e no site da companhia.

Por enquanto, não há detalhes sobre eventuais roubos de dados ou danos graves ao sistema.

Fontes

Garmin é vítima de ransomware que derruba serviços de smartwatch