Dados de milhares de usuários de maconha medicinal vazam nos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Dados de milhares de usuários de maconha medicinal vazam nos EUA
Avatar do autor

Dezenas de milhares de usuários de maconha medicinal nos Estados Unidos tiveram seus dados vazados por causa de uma violação no sistema de vendas THSuite, utilizado por empresas que comercializam o produto. A exposição das informações foi descoberta em dezembro do ano passado por especialistas da vpnMentor.

Os dados expostos estavam em um bucket Amazon S3 não criptografado, utilizado pela THSuite, do qual foram vazados mais de 85 mil arquivos, incluindo registros confidenciais de mais de 30 mil clientes de diversos dispensários de maconha no território norte-americano, segundo a empresa de segurança online.

Além do histórico médico dos pacientes que utilizam a erva para fins medicinais, as informações contidas nestes arquivos incluem nome completo, data de nascimento, números de telefones, e-mail, endereço residencial e número de identificação do médico responsável pelo atendimento, entre outras.

A venda da erva para fins medicinais é liberada em alguns estados americanos. (Fonte: Pexels)

Também foram vazados os detalhes sobre as transações realizadas, como a variedade e a quantidade de cannabis comprada, a data de recebimento da encomenda e o custo total da aquisição. Fotografias da identificação digitalizadas do governo e dos funcionários das empresas também estavam disponíveis online.

Erro já foi corrigido

De acordo com a vpnMentor, o vazamento foi descoberto na véspera do Natal e logo em seguida os especialistas entraram em contato com a THSuite. O banco de dados armazenado no serviço da Amazon foi fechado no último dia 14 de janeiro pela empresa de software.

A companhia responsável pela descoberta afirma que havia arquivos de pelo menos três dispensários de maconha, mas é grande a possibilidade de que mais empresas tenham sido afetadas, devido à abrangência do vazamento.

Todas as companhias envolvidas informaram já ter tomado medidas para conter a violação e evitar novos problemas, mas não revelaram se as informações foram acessadas por outras pessoas além dos pesquisadores que descobriram a falha.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Dados de milhares de usuários de maconha medicinal vazam nos EUA