Microsoft 365 é banido de escolas alemãs por questões de privacidade

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft 365 é banido de escolas alemãs por questões de privacidade
Avatar do autor

O Microsoft 365 será banido das escolas do estado de Hesse, na Alemanha; o comissariado responsável pela segurança de dados do estado tomou a decisão por preocupações com questões de privacidade. Segundo eles, as configurações do programa fazem com que informações pessoais de alunos e professores fiquem expostas e, possivelmente, acessíveis por autoridades dos Estados Unidos.

Os responsáveis identificaram que o Windows 10 e o pacote Office 360 não se adequam aos parâmetros da Regulamentação Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GDPR) para uso em escolas. O principal problema destacado foi o fato de que o sistema operacional envia certos dados para os EUA pelo seu sistema de nuvem. Isso vai desde um diagnóstico de erro até assuntos de emails, frases e palavras que passaram pelo tradutor ou corretor dos programas do 365.

(Fonte: Microsoft/Divulgação)

No passado, a Microsoft havia disponibilizado uma versão do software com um banco de dados localizado na Alemanha, mas ele foi fechado em 2018. Entretanto, somente o fato de esses dados serem armazenados, seja pelas escolas, seja pela Microsoft, já é um fator determinante para o banimento. Crianças não podem dar consentimento sobre a transmissão de seus dados pessoais no país; logo, esse tipo de processamento viola as regras da GDPR.

O banimento não serviria apenas para a Microsoft mas para todas as empresas que armazenam e transmitem dados de seus usuários, como Google e Apple. A recomendação é que as escolas instalem softwares que não usem sistemas de nuvem ou fazendas de servidores.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Microsoft 365 é banido de escolas alemãs por questões de privacidade