Apple está sendo processada por, supostamente, divulgar e vender informações sobre compras feitas no iTunes e dados pessoais de usuários da plataforma. A acusação foi feita, de acordo com a Bloomberg, por três consumidores estadunidenses em um tribunal federal em San Francisco.

Os clientes que levantaram as suposições representam centenas de moradores de suas regiões de origem que, de acordo com a acusação, tiveram suas informações pessoais divulgadas sem consentimento. Se comprovada, a exposição desses dados representa uma ameaça para os usuários.

"Qualquer pessoa ou entidade poderia alugar uma lista com nomes e endereços de todas as mulheres solteiras com mais de 70 anos com renda familiar de mais de US$ 80 mil que compraram música country da Apple através de seu aplicativo móvel iTunes Store, por exemplo", afirmaram à Bloomberg os clientes que abriram o processo. "Essa lista está disponível para venda por aproximadamente US$ 136 por mil clientes", complementaram.

Sanção

Os consumidores pedem de US$ 250 a US$ 5 mil para cada usuário do iTunes lesado pela divulgação de dados sem autorização a diferença está alinhada com as leis de privacidade dos diferentes estados dos EUA.

A Apple não se pronunciou sobre o processo até o momento.

Cupons de desconto TecMundo: