O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) implantou o Núcleo Especial de Combate a Crimes Cibernéticos (Ncyber). A criação do núcleo será assinada hoje (17) às 17h pela procuradora-geral de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, Fabiana Costa. O Ncyber será coordenado pelos promotores de Justiça Leonardo Otreira e Rodrigo Fogagnolo.

Fraudes bancárias, pedofilia e violência doméstica são alguns dos cibercrimes que contarão com a ajuda do Ncyber

De acordo com o MPDFT, a criação do Ncyber vai oferecer apoio qualificado às promotorias de Justiça do DF. Isso significa que, a partir de agora, ações que envolvam o cibercrime receberão um apoio especializado.

Sobre isso, o promotor Rodrigo Fogagnolo explica que o foco do trabalho será auxiliar na promoção de medidas judiciais e extrajudiciais, no acompanhamento de inquéritos policiais, na instauração de procedimentos investigatórios criminais e no desenvolvimento de medidas processuais cabíveis no combate a crimes cibernéticos.

“O MPDFT está atento ao uso da tecnologia e da criatividade na prática criminosa. Vamos trabalhar e utilizar os mesmos recursos na investigação e no combate a esses crimes, sempre com a finalidade de proteger e defender o cidadão”, destaca procuradora-geral de Justiça, Fabiana Costa.

Cupons de desconto TecMundo: