Google admite falha de segurança no Bluetooth de chave física Titan

1 min de leitura
Imagem de: Google admite falha de segurança no Bluetooth de chave física Titan
Avatar do autor

Google admitiu ontem (15) por meio de uma nota em seu blog sobre segurança que há uma vulnerabilidade em sua chave física de segurança, a Titan Security Key. Segundo a empresa, um problema de configuração nos protocolos de pareamento Bluetooth do dispositivo permitiriam ataques a partir de fontes fisicamente próximas à chave de segurança.

Para realizar o ataque, uma pessoa precisaria estar dentro do raio de alcance do Bluetooth da chave e, assim que o usuário pressiona o botão para acessar seus dispositivos com segurança, ela pode interferir nessa comunicação e usar o erro de configuração do dispositivo para pareá-lo com um aparelho que possui. Esse pareamento permite que a Titan Security Key seja usada no aparelho do invasor para acessar a conta Google da vítima

O problema é preocupante, mas ainda há outras barreiras de segurança que impedem um invasor de acessar diretamente a conta da vítima

Outra maneira de se aproveitar dessa vulnerabilidade é interferir no momento em que a Titan Security Key é pareada com o celular do usuário usando um dispositivo que vai se passar pela chave física e permitir que o invasor controle remotamente as ações em um smartphone ou notebook — como se fosse, por exemplo, um teclado ou mouse Bluetooth.

Segundo o Google, o problema é preocupante, mas ainda há outras barreiras de segurança que impedem um invasor de acessar diretamente a conta da vítima, como a necessidade de conhecer nome de login e senha.

Como eu sei se fui afetado?

Para saber se a sua Titan Security Key é afetada pelo problema, procure na parte traseira da chave pelas marcas T1 ou T2. Caso encontre alguma das duas, você deve remover o pareamento da chave com seu smartphone — tomando o cuidado de fazer esse acesso para desconexão em um lugar privado e onde não houver ninguém no alcance do Bluetooth, que tem um raio de cobertura de cerca de 10 metros. Dispositivos Android atualizados com o patch de correção de segurança de junho de 2019 vão desativar automaticamente os dispositivos Bluetooth afetados, assim você não precisa desconectar manualmente.

a

O Google se prontificou a substituir gratuitamente as Titan Security Keys que forem afetadas por esse problema. Para iniciar o procedimento de troca, basta acessar este link e logar na conta Google que está vinculada à chave. A própria página vai confirmar se existe a necessidade da substituição ou não.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google admite falha de segurança no Bluetooth de chave física Titan