Chineses fazem malandragem com celular para enganar planos de saúde

1 min de leitura
Imagem de: Chineses fazem malandragem com celular para enganar planos de saúde
Avatar do autor

Na China, planos de saúde utilizam dados em smartphones de clientes para oferecer descontos. Entre estes dados, estão os contadores de passos: quantos mais passos feitos por dia, menos sedentário é o cliente, então ele seria merecedor de um desconto maior. O problema é que planos de saúde são caros, então, os chineses agora estão usando um gadget para simular passos e receber esse desconto — mesmo que passem a semana deitados no sofá.

Até parece uma solução pensada por brasileiros

O ‘gadget’ funciona como pêndulo: basta encaixar o smartphone que, por inércia, ele ficará ‘balançando’ o aparelho ao longo do dia por conta própria. Como você pode ver no vídeo abaixo, o contador de passos reconhece o movimento e aumento a contagem de passos dados no momento.

Esse pequeno ‘gadget’ é vendido no AliExpress por cerca de R$ 40. Como o Xataka nota, ele se tornou popular entre os jovens chineses no começo de 2018 quando algumas universidades começaram a exigir 10 mil passos diários no app WeRun, da rede social WeChat, como prova de boa forma.

Claro, os planos de saúde não aprovam a medida. O pessoal do WeChat também não: “Temos o direito de fechar as contas de qualquer usuário que tente manipular dados no WeChat. Ainda não fechamos nenhuma conta por esse motivo. Encorajamos os usuários a competir em nossa plataforma de maneira ética e amigável”.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Chineses fazem malandragem com celular para enganar planos de saúde