Mourão relaciona games violentos a massacre de Suzano; 'garotada é viciada”

1 min de leitura
Imagem de: Mourão relaciona games violentos a massacre de Suzano; 'garotada é viciada”
Avatar do autor

Após massacre que deixou 10 mortos e várias outras pessoas feridas  em uma escola de Suzano, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (13), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, se pronunciou sobre o ocorrido e manifestou opinião negativa com relação aos videogames. Na visão do político, a "garotada é viciada em videogames violentos".

"Temos que entender o porquê disso estar acontecendo. Essas coisas não aconteciam no Brasil. Vemos essa garotada viciada em videogames violentos... Tenho netos e os vejo muitas vezes mergulhados nisso aí. (...) Quando eu era criança, jogava bola, soltava pipa. A gente não vê mais essas coisas. Lamento profundamente tudo que ocorreu. Estou muito triste com a situação", comentou o vice-presidente.

Pesquisas dizem o contrário

Inúmeros estudos científicos são publicados frequentemente provando que games nada têm a ver com distúrbios psicológicos de alguém – é a educação e instrução que essa pessoa recebe de fora que pode influenciar em sua capacidade de discernimento, além de, é claro, problemas cognitivos. Recentemente, uma pesquisa da Oxford mostrou que violência juvenil não pode ser associada a games.

E também não é a primeira vez que um político se manifesta contrário aos games: isso já aconteceu em mais de um governo dos EUA, inclusive na gestão atual, de Donald Trump, que taxa os jogos como coisas que "têm feito a cabeça dos jovens". O mesmo posicionamento foi adotado pelo governador do Texas.

Que avaliação você faz sobre essa discussão? Elucide sua opinião aqui embaixo, na seção de comentários.

Após massacre, Mourão diz que 'garotada é viciada em videogames violentos' via Voxel

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Mourão relaciona games violentos a massacre de Suzano; 'garotada é viciada”