Quando você é uma gigante multinacional, lidar com diferentes leis locais se torna um desafio à parte — principalmente se você lida com questões que ainda vem sendo melhor elaboradas e que vêm mudando ao longo dos últimos anos. Privacidade e segurança de dados, por exemplo, são temas que causam muita discussão entre fabricantes, desenvolvedoras, operadoras e governos.

Apple já havia concordado em armazenar parte dos dados em data centers locais na China, em 2017

Isso é particularmente mais delicado quando falamos de países que possuem algum tipo de conflito, a exemplo dos Estados Unidos com China e Rússia. Para evitar problemas, a Apple tem uma política diferente sobre o armazenamento de dados nesses dois países. Em 2017, a Maçã já havia construído um data center local em Guizhou, para manter as informações obtidas em seus aparelhos vendidos por lá em solo chinês, uma exigência do governo.

appleFonte: 9to5Mac

Agora, a Gigante de Cupertino atende a um pedido semelhante, desta vez do governo russo. Segundo o Bloomberg, a companhia, que inicialmente estava relutante em cumprir a norma de 2015, passou a guardar nome completo, endereço, email, número de telefone e outro dos consumidores de lá nos próprios servidores do Estado.

Será que vira tendência mundial?

Mensagens, fotos, contatos e documentos não são salvos localmente — porém, funcionários russos da Apple precisam manter números de passaporte, carteira de trabalho, histórico profissional e endereço completo por registrados em seu país.

A companhia afirma que vem trabalhando em um processo encriptado de ponta a ponta como modelo de privacidade para tudo. Isso seria uma resposta para quem acredita que ela esteja trabalhando ao lado de governos para espionar informações dos usuários.

Com a crescente preocupação com privacidade e segurança, a retenção de parte dos dados dos dispositivos em servidores locais parece ser uma tendência em não surpreenda se isso continuar acontecendo com mais empresas e em mais países daqui para frente. Aliás, o próprio governo russo já está de olho no Facebook e no Twitter sobre esse mesmo assunto.

Cupons de desconto TecMundo: