Rio de Janeiro bate recorde em roubo de celulares em 2018

1 min de leitura
Imagem de: Rio de Janeiro bate recorde em roubo de celulares em 2018
Avatar do autor

Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que o Rio de Janeiro bateu recorde no que toca roubo de celulares. Foi um aumento de 8,9% ano passado quando comparado com 2017, contabilizando 26.546 ocorrências registradas. Em 2012, esse número foi de 4.362 aparelhos roubados, segundo o MobileTime.

O recorde mensal no RJ ainda está em maio de 2017, que computou 2.548 casos

Apesar dos dados oficiais indicarem esse aumento nos roubos de smartphones, em 2017, a Polícia Civil realizou uma greve por dois meses. Isso significa que uma subnotificação de diversos crimes foi gerada no estado. “Comparando-se 2017 e 2018, mês a mês, e retirando período da greve, houve menos roubos de celulares em todos os meses de 2018, a não ser no último trimestre do ano, quando voltaram a ficar maiores”, escreve o veículo. No final das contas, não é possível precisar, mas pode ser que os roubos tenham até caído no estado.

Os dados da ISP ainda indicam que o mês com o maior número de roubos em 2018 foi outubro, contabilizando 2.482 aparelhos levados. O recorde mensal no RJ ainda está em maio de 2017, que computou 2.548 casos.

Sobre as duas regiões com mais incidência de roubos de celulares:

  • Metropolitana da capital fluminense: 55% dos casos ou 14.631 em 2018
  • Metropolitana da Baixada Fluminense: 26% dos casos ou 6.983 em 2018

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Rio de Janeiro bate recorde em roubo de celulares em 2018