O Brasil foi o sexto país mais afetado por um spyware que se disfarçava de vários aplicativos legítimos na Play Store, a loja oficial de apps da Google, para espionar usuários e roubar dados pessoais. A informação foi revelada hoje (8) pela companhia especializada em segurança digital Trend Micro.

Segundo a companhia, os apps mal-intencionados foram baixados mais de 100 mil vezes por usuários em 196 países diferentes, com a Índia liderando a lista dos países com maior número de vítimas — 31,77% dos casos. O Brasil está atrás de Rússia, Paquistão, Bangladesh e Indonésia com 3,26% das vítimas.

Trend MicroPaíses afetados pelo spyware MobSTSPY. (Fonte: Trend Micro)

A raiz do problema era o spyware MobSTSPY, capaz de roubar dados como localização, SMS, registro de chamadas, lista de contatos e itens na área de transferência do sistema. De acordo com a Trend Micro, ele pode até mesmo roubar e fazer upload de arquivos, abrindo brechas ainda maiores para danos ao usuário.

Entre os apps maliciosos identificados estavam nomes como Flappy Birr Dog, FlashLight, HZPermis Pro Arabe e WIn7imulator. A Google já removeu todas os aplicativos indicados pela empresa de segurança digital.

Mais cautela

Especialista ee segurança da informação para nuvem na Trend Micro, Felippe Batista sugere mais cautela para os usuários na hora de fazer download de aplicativos em seus smartphones, mesmo em lojas oficiais.

“A popularidade dos aplicativos serve como um incentivo para que os cibercriminosos continuem desenvolvendo softwares maliciosos para roubar informações ou realizar outros tipos de ataques”, comenta. “Além disso, os usuários podem instalar uma solução abrangente de segurança cibernética para defender seus dispositivos móveis contra malware móvel”, finaliza.

Mais informações podem ser conferidas no blog da Trend Micro.

Cupons de desconto TecMundo: