Imagem de: Você foi pego vendo pornografia: o golpe no seu email continua

Você foi pego vendo pornografia: o golpe no seu email continua

2 min de leitura
Avatar do autor

Em julho do ano passado, alertamos sobre um golpe que estava chegando em caixas de entrada no mundo todo: hackers cobravam bitcoins para não postar na internet supostas fotos e vídeos íntimos obtidos da vítima por meio da webcam. No TecMundo, recebemos relatos de pessoas preocupadas aqui no Brasil com o recebimento desses emails. Por isso, aproveitamos as dicas da Kaspersky para acalmar você que recebeu essa extorsão na sua caixa de entrada.

A questão é: ninguém filmou ou fotografou você e não é necessário fazer qualquer pagamento

As mensagens normalmente chegam em inglês e seguem da seguinte maneira: “Eu sei que sua senha é **********. Você não me conhece e provavelmente quer saber por que recebeu esse e-mail, certo? Bem, na verdade, coloquei um malware no site de vídeos adultos (pornô)…”, “Eu hackeei essa caixa de entrada e infectei seu sistema operacional com um vírus…”, “Faço parte de um grupo de hackers internacionais. Como pode adivinhar, sua conta foi invadida…”.

Após a ameaça de divulgar os “não existentes” vídeos e fotos pornográficas da vítima, o cibercriminoso exige o pagamento de um valor X em bitcoins. “Alguns cibercriminosos dão apenas alguns dias, e dizem saber exatamente quando você abriu o e-mail, por supostamente conter um pixel rastreador que permite o monitoramento do status da mensagem. Em alguns casos, como parte do esforço para convencê-lo da existência de um vídeo comprometedor, é solicitado que você responda a mensagem, ao que os criminosos dizem que enviarão o vídeo para uma seleção dos seus contatos. É claro, caso o pagamento seja feito, eles dizem que destruirão imediatamente o vídeo e a base de dados dos seus contatos.

A questão é: ninguém filmou ou fotografou você e não é necessário fazer qualquer pagamento. O que você precisa fazer? Apague o email e seja feliz.

emailEmail do golpe

Como ele conseguiu o seu email

O cibercriminoso simplesmente conseguiu uma das várias bases de dados de contas de usuários e senhas disponíveis na darknet, roubadas de diversos serviços online ou provenientes de vazamentos anteriores.

O que segue, após conseguir o seu endereço de email é apenas uma tática de phishing. Um tiro no escuro para pegar vítimas que são ingênuas quanto ao golpe.

Veja qual a senha enviada no email de resgate e a modifique imediatamente em todos os sites em que a utiliza

E como se proteger? As dicas da Kaspersky são, primeiramente, as seguintes: não entre em pânico, não pague o resgate, não responda aos e-mails de resgate — isso vai apenas validar seu endereço de e-mail e atrair mais golpes e não clique nos links dessas mensagens. No melhor dos casos, você será bombardeado com anúncios estranhos, e pode até infectar seus dispositivos com um vírus, dessa vez verdadeiro.

De maneira proativa, você pode fazer o seguinte: veja qual a senha enviada no email de resgate e a modifique imediatamente em todos os sites em que a utiliza. Já que vai fazer isso, escolha senhas fortes e únicas. Utilize um gerenciador de senhas confiável, como o Kaspersky Password Manager, para armazenar suas senhas fortes e difíceis de lembrar. Por último, pode ser interessante instalar um antivírus para manter os malwares fora do seu sistema.

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Você foi pego vendo pornografia: o golpe no seu email continua