O FBI prendeu na última quinta-feira (22 de setembro) duas pessoas suspeitas de pertencer ao LulzSec e ao Anonymous nas cidades de São Francisco e Phoenix. Segundo informações da Fox News, mandados de prisão também foram expedidos para as cidades de Nova Jersey, Minnesota e Montana.

O suspeito preso na Califórnia é suspeito de ter participado em ataques feitos aos sites do governo do Condado de Santa Cruz, enquanto aquele preso no Arizona é acusado ter sido um dos responsáveis pelos ataques contínuos sofridos pela Sony em 2011. As prisões aconteceram somente dois dias antes do chamado “Dia da Vingança”, no qual membros do Anonymous prometem atacar instituições de Wall Street e o departamento de polícia da cidade de Nova York.

Prisão de crackers brasileiros

Também na quinta-feira, a polícia espanhola desmantelou uma quadrilha brasileira especializada em falsificação de documentos e invasão de sistemas de segurança que tinha como base a cidade de Barcelona. Contando com a ajuda de um hacker, os acusados invadiam e esvaziavam contas bancárias.

Segundo informações da BBC, os falsificadores criavam carteiras de identidade e passaportes europeus falsos, usados para assinar contratos com companhias de telefonia. Usando os dados de tais empresas, os criminosos entravam em seus sistemas, onde coletavam dados dos demais clientes. Além de invadir contas bancárias, os hackers também usavam o dinheiro de outras pessoas para realizar diversas compras.

O grupo, formado por 39 pessoas, contava com 21 brasileiros, entre eles um hacker responsável por liderar as atividades criminosas. Ao todo, 30 suspeitos já foram presos, entre eles dois espanhóis, três chilenos e quatro paquistaneses.

Cupons de desconto TecMundo: