O Yahoo não é conhecido apenas por ser uma das marcas mais antigas e populares da web, mas também por ter sido vítima do maior ataque hacker da história. As estimativas iniciais eram de “apenas” 500 milhões de afetados, mas a situação se mostrou ainda mais grave, tendo atingido basicamente a todas as contas do Yahoo Mail.

Para tentar compensar a situação, a empresa fechou um acordo para pagar US$ 50 milhões em indenização para 200 milhões de vítimas dos Estados Unidos e de Israel que moveram processo após a revelação do vazamento. Além da indenização, o Yahoo acertou também o custeio de serviços de monitoramento durante dois anos para as 200 milhões de vítimas.

A Verizon, atual dona do Yahoo, será responsável pelo pagamento de 50% da indenização acertada na Justiça. A AP revela que a outra metade ficará a cargo da Altaba Inc., companhia responsável pelos ativos da marca que não foram negociados com a gigante das telecomunicações dos Estados Unidos.

Relembre o caso

Em 2016, o Yahoo afirmou inicialmente que mais de 200 milhões de credenciais de acesso haviam sido roubadas por hackers — esse número seria revisado algumas vezes. As invasões aconteceram em 2013 e 2014, mas foram abafadas pela empresa e se tornaram públicas após as negociações com a Verizon, que iniciou o processo de compra do Yahoo em naquele mesmo ano.

No ano passado, o Yahoo confirmou que todas as 3 bilhões de contas de usuários da empresa foram afetadas pelo ataque hacker. Segundo a companhia, somente após a conclusão do negócio entre as duas empresas é que ela obteve “novos dados de inteligência e agora acredita, após uma investigação com especialistas externos, que todas as contas de usuários do Yahoo foram afetadas pelo roubo de agosto de 2013.”

Cupons de desconto TecMundo: