Cibercriminosos estão vendendo contas roubadas do jogo Fornite, da plataforma de streaming Spotify, além de botnets, no Instagram. As botnets servem para a realização de ataques de negação de serviço (DDoS) para derrubar sites ou desabilitar servidores e têm preços entre US$ 5 e US$ 80.

Segundo a Motherboard, os botnets estão associados ao Mirai, uma rede de dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que já estão infectados.

Lembre-se: sempre ative a autenticação de dois fatores

De acordo com Camilo Gutierrez, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina, as vendas no Instagram mostram como a rede social não tem força suficiente para monitorar o conteúdo publicado. Isso porque, “de acordo com os termos e condições no Instagram, os usuários não podem tomar qualquer ação ilegal, fraudulenta ou com um objetivo não autorizado. As pessoas acreditam que apenas em lugares como a Deep Web é possível obter ferramentas maliciosas ou comprar acesso roubado, mas a realidade mostra que é cada vez mais comum encontrar ofertas desse tipo em todos os lugares”, completa Gutierrez.

Para se proteger no Fortnite, lembra a ESET, você pode ativar o fator duplo de autenticação — aliás, se você tiver essa opção em qualquer serviço online, lembre-se sempre de deixá-la ativada.

Cupons de desconto TecMundo: