O Facebook bloqueou a conta da Fundação Nacional do Índio (Funai) na rede social por conta de uma imagem que retratava índias com seios nus. No caso, a imagem foi publicada para retratar uma matéria informativa “sobre a promoção de conhecimentos tradicionais associados à biodiversidade”, nota a Funai.

“Próximo ao início do mês da Mulher Indígena, comemorado em setembro, o Facebook bloqueou a conta da Funai por publicar uma matéria informativa sobre a promoção de conhecimentos tradicionais associados à biodiversidade, ilustrada com uma fotografia de mulheres Waimiri Atroari, tal como vivem em sua comunidade”, escreveu a Fundação.

Os ornamentos e suas pinturas são provas mais do que cabais de que, para sua cultura, elas não estão despidas

Durou pouco tempo: algumas horas depois, nesta sexta-feira (31), o Facebook normalizou a conta e comentou que o post foi incorretamente removido, segundo o G1. Ainda, a rede social disse: “O acesso à Página foi restituído. Pedimos desculpas à Funai pelo ocorrido".

Em nota, a instituição de proteção aos índios afirmou: "Foi a terceira vez que nossa conta foi bloqueada pelo mesmo motivo. Depois de inúmeras tentativas de contato e de recebermos apoio dos seguidores da Fundação no Instagram e da mídia, certos de que a missão da Funai é proteger e promover os direitos dos Povos Indígenas, finalmente tivemos nossa conta desbloqueada pela Gerência de Comunicação do Facebook no Brasil, que se comprometeu trabalhar para que esse tipo de constrangimento não ocorra novamente.

A Funai busca, com o uso das redes sociais, promover a aceitação da diversidade, mostrando que é cultural uma mulher indígena não se vestir com trajes que não são de seus costumes. Os ornamentos e suas pinturas são provas mais do que cabais de que, para sua cultura, elas não estão despidas. A Constituição de 88 em seu artigo 231 reconhece os costumes indígenas”.

Cupons de desconto TecMundo: