A Microsoft afirmou que tirou do ar seis domínios que supostamente pertencem a hackers ligado ao governo russo. Os domínios em questão estavam registrados pela agência de inteligência da Rússia, a GRU.

Como uma guerra fria, os Estados Unidos já acusaram a agência GRU de roubar e vazar os emails da campanha eleitoral de Hillary Clinton, em 2016, que acabaram divulgados pelo WikiLeaks.

MS: não temos provas para indicar a identidade dos alvos finais de qualquer ataque planejado envolvendo esses domínios

Segundo a Microsoft, os domínios mimetizavam sites oficiais do governo norte-americano. Por exemplo, imitavam sites oficiais do Senado e de institutos, como o International Republican Institute e o Hudson Institute. Acredita-se que seriam usados para ataques de phishing ao enganar vítimas.

O presidente da Microsoft Brad Smith disse o seguinte em comunicado: "Para ser claro, atualmente não temos evidências de que esses domínios foram usados em quaisquer ataques bem-sucedidos antes que o DCU transferisse o controle deles. Também não temos provas para indicar a identidade dos alvos finais de qualquer ataque planejado envolvendo esses domínios".

Cupons de desconto TecMundo: