A Venezuela vive um grave problema de violações aos direitos humanos. Agora, cidadãos locais que dependiam da rede Tor para acessar notícias pelo mundo estão com mais um problema: o governo local bloqueou o acesso ao Tor, segundo a ONG Access Now.

O Access Now afirmou que o maior ISP do país, que é controlado pelo governo, bloqueou o acesso ao software — ISP significa Internet Service Provider, algo como "Fornecedor de Acesso à Internet". Anteriormente, cidadãos venezuelanos poderiam alterar o DNS para acessar sites de notícias nacionais e estrangeiros, por exemplo. Contudo, nota o Access Now, a rede Tor e redes VPNs servem para contornar sanções recentes.

O Acces Now pede para que o governo reverta o curso, não imponha mais censuras e restaure as comunicações livres e abertas que são vitais para qualquer democracia saudável

"Parece que o governo da Venezuela descobriu como fazer um bloqueio muito sofisticado para a rede Tor. Não é apenas nos canais de acesso direto, mas também nas conexões que o Tor fornece para contornar esse bloqueio. O governo está avançando para ser tão fechado quanto a China ou o Irã", afirmou o jornalista Melanio Escobar para a ONG. "Esta é a mais recente escalada nos esforços de censura na internet da Venezuela, pois bloqueia sites de alto perfil com métodos mais sofisticados", comentou Andrés Azpúrua, da Venezuela Inteligente, também para o Access. "Esta é uma das mais ousadas ações de censura na Internet".

O Acces Now, agora, pede para que o governo "reverta o curso, não imponha mais censuras e restaure as comunicações livres e abertas que são vitais para qualquer democracia saudável".

No gráfico abaixo, você acompanha a evolução do uso do Tor pelos venezuelanos antes do bloqueio do governo

graficoGráfico

Cupons de desconto TecMundo: