Uma prática recente tem recheado sites de pornografia: a troca de rostos de atrizes pornô por rostos de celebridades diversas. Chamada de "Deepfake", essa prática permite que qualquer rosto seja adicionado em um filme — e o resultado final pode enganar olhares mais desatentos. Ontem (20), a primeira ministra do Reino Unido, Theresa May, deixou claro que o ato de "criar imagens pornográficas com imagens de pessoas reais" será crime.

No Reino Unido, o upskirting pode deixar um criminoso até dois anos na cadeia

May ainda indicou que o Deepfake será enquadrado na mesma lei que rege o "upskirting", uma lei que já criminaliza a prática de capturar imagens por baixo da saia de mulheres na rua ou estabelecimentos diversos.

De acordo com Clare McGlynn, professor de direito na Durham University, "a lei de upskirting é um bom primeiro passo para termos uma resposta mais abrangente ao abuso sexual baseado em imagens, mas quando um governo tenta legislar rapidamente, há um risco de que uma oportunidade de ter uma visão adequada dos problemas levantados pela nova tecnologia seja perdido", notou ao The Guardian, segundo o RT. "Seria fácil estender a lei para que ela cubra as imagens que foram alteradas também, e claramente criminalize uma prática que as vítimas dizem achar muito angustiante".

No Reino Unido, o upskirting pode deixar um criminoso até dois anos na cadeia.

Cupons de desconto TecMundo: